Noriega: problema é a falta de ideia e Dunga não é melhor técnico do país

Para comentarista, futebol brasileiro está “preso em alguns conceitos”. Ricardo Rocha questiona falta de “camisa 10” no Brasileirão: “Talvez o Lucas Lima e mais ninguém”

Por SporTV.com

O comentarista Maurício Noriega viu a eliminação do Brasil para o Paraguai em decisões por pênaltis pelas quartas de final da Copa América como uma situação além do duelo. Noriega afirmou que Dunga não seria sua escolha para comandar a seleção brasileira, que “faltam ideias” e que o futebol do País está “preso a alguns conceitos” (assista ao vídeo).

– Não tenho nada pessoal contra o Dunga, por mim ele não seria o treinador da seleção brasileira. Para mim o técnico tem que ser sempre o melhor treinador do país. Ele não é o melhor treinador do país. Não acho que ele deva sair agora, tem que dar continuidade ao trabalho. Mas o problema é a falta de ideias. Estamos presos a alguns conceitos. Formamos jogadores para abastecer a Europa. Jogador sai daqui como camisa 10, com enorme potencial. Lá ele vira “winger”, jogador que fica correndo pelo lado do campo e perde a sua essência, a sua característica – declarou.

Dunga - coletiva da Seleção (Foto: EFE)
Dunga não seria o técnico do Brasil, na opinião do comentarista Maurício Noriega (Foto: EFE)

Após a partida, Noriega se disse incomodado com as entrevistas dos jogadores e citou a do capitão Miranda. O zagueiro disse que a Seleção fez um “jogo sólido” no tempo regulamentar. Maurício Noriega ainda afirmou que o Brasil precisa resgatar sua essência técnica e não copiar o que se faz na Europa.

– Se cairmos na armadilha de imitar o que se faz na Europa, achando que a gente vai recuperar a supremacia, aí o futebol brasileiro está morto. O Brasil foi cinco vezes campeão do mundo porque ele sempre foi diferente, sempre foi de essência técnica. Sempre foi o melhor tecnicamente porque formava os melhores jogadores. Hoje a gente forma para abastecer empresário e mercado de segunda linha da Europa – afirmou.

Ricardo Rocha chamou atenção para a falta de “camisa 10” no futebol brasileiro. O comentarista citou o meia Lucas Limas, do Santos, e não conseguiu lembrar mais nenhum que esteja disputando o Brasileirão e que tenha nascido no País.

– Hoje no futebol brasileiro se perguntar meia-atacante, não tem. Talvez o Lucas Lima e mais ninguém. Tem que sentar e conversar. Não pela derrota, porque é muito mais fácil criticar. Mas tem um ano (da eliminação da Copa do Mundo) e nada – disse.

A semifinal entre Paraguai e Argentina será disputada na próxima terça-feira, em Concepción, às 20h30 (de Brasília). A primeira semi, entre Chile e Peru, ocorre na segunda, em Santiago.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here