Com depressão, ex-panicat faz críticas ao programa ‘Pânico’

0

Crédito: Reprodução/Instagram

Carol Dias trabalhou como Panicat por cinco anos (Crédito: Reprodução/Instagram)

Carol Dias foi panicat do programa ‘Pânico‘ durante cinco anos e decidiu se abrir sobre os bastidores da atração já extinta na televisão brasileira. As informações são do Notícias da TV. Carol afirmou ter sido chamada de gorda por diversas vezes enquanto esteve no programa. Por conta disso, contraiu depressão, desenvolveu síndrome do pânico e segue na batalha contra a doença. Além disso, conta que vai ao psiquiatra e toma remédio até os dias de hoje.

A ex-panicat contou sobre o momento mais chocante vivido no ‘Pânico’, o que foi o estopim para desencadear a crise. O episódio envolveu uma diretora que não teve seu nome revelado. “Ela começou a gritar comigo, dizendo que eu estava gorda. Foi em 2016, na frente das minhas amigas. Eu tinha engordado um pouco. Mas acho que ela poderia com delicadeza, me chamar num canto e me falar”, afirmou.

“O Emílio Surita nunca me chamou atenção para nada e sempre me elogiava. As meninas (ex-panicats) ficaram chocadas na época com essa diretoria, que veio falando que eu estava gorda, cheia de celulite e que precisava me cuidar. Isso me magoou muito”, completou.

Atualmente, Carol está trabalhando como coach de autoestima, mesmo ainda estando em tratamento contra depressão. Segundo ela, a sua missão é encorajar as outras mulheres a enfrentar seus fantasmas internos e ajudá-las a elevar a autoestima. Diariamente, a ex-assistente de palco compartilha vídeos no Instagram e também no YouTube, incentivando suas seguidoras a se amarem e se respeitarem mais.

Fonte: IstoÉ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here