Moradores reclamam das alterações nas linhas de ônibus de Ceilândia

0

DFTrans anunciou, nesta quinta-feira (14/3), que irá promover uma reorganização nos itinerários da cidade. Decisão desagradou os usuários

Rafaela Felicciano/Metrópoles

RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES
Victor Fuzeira

 

As mudanças anunciadas pelo Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) em linhas de ônibus de Ceilândia provocaram reação imediata de usuários. Um abaixo-assinado está sendo organizado para tentar barrar as alterações nos itinerários, que começam a valer a partir deste sábado (16/3).

O DFTrans justificou que as medidas anunciadas nesta quinta-feira (14) são “necessárias para otimizar a operação do sistema, que, atualmente, registra algumas linhas sobrepostas e com um tempo de percurso maior para os usuários”.

A estudante Marta Beserra, 38 anos, reclama que a comunidade não foi ouvida pelo DFTrans. Ela faz o uso de dois coletivos com itinerários diferentes para levar os pais em hospitais do Plano Piloto, onde fazem tratamento contra câncer.

“O 333.8, por exemplo, eu pego há três anos e meio. Isso quando ele resolve passar. Essas linhas foram resultado de um abaixo-assinado pleiteado pelos moradores em 1997 e hoje estão tirando de nós sem nos convocar”, queixa-se.

Segundo Marta, a mudança pode colocar em risco até mesmo a segurança dos passageiros. “Terei que andar mais para poder pegar as novas linhas e temos inúmeros assaltos por aqui. Isso ninguém pensou na hora em que decidiram mudar”.

Quem também reclama é Ana Luísa Barbosa, 18. De segunda a sexta-feira, a jovem precisa pegar o ônibus das linhas 333.8 (P1/Taguatinga) e 385.2 (QNR/Rodoviária do Plano Piloto) para ir até a faculdade onde estuda, localizada em Taguatinga. A primeira terá seu horário alterado e o outro trajeto será suspenso pelo DFTrans.

“Essas linhas passam perto daqui. Eu chegou 23h em casa. Se transferir lá para baixo terei que subir andando uma quadra e meia tarde da noite. É perigoso”, disse ao Metrópoles.

Ana Luísa e Marta estão fazendo um abaixo-assinado para que o órgão reveja as decisões. “Hoje já colhemos assinaturas dentro do ônibus e na cidade. Muita gente quer assinar, outros preferem não se comprometer. Estamos tentando organizar, ainda, um protesto. Nos contaram nessa terça (12) que já ia mudar no sábado (16). Nem deram tempo para nos programarmos”, explicou Ana Luísa.

Procurada pelo reportagem, o DFTrans disse que a reorganização nas linhas é resultado “de pesquisas de campo, além de análise de dados eletrônicos obtidos pelo sistema de informação e reuniões com a comunidade”.

“As principais alterações estão voltadas para melhorar o aproveitamento da frota, reduzindo custos e aumentando a oferta e opções de viagens aos passageiros”, acrescentou, em nota, o órgão.

Confira o que muda a partir deste sábado (16/3)
Linhas novas
0.906-Terminal QNR (Setor O – Expansão – Via M2) / Esplanada (Estrutural)
Tarifa: R$ 5
928.2-QNR 5 (Cond. Sol Nascente – P1/P2 Norte) / Taguacenter
Tarifa: R$ 2,50

Linhas com itinerário alterado
333.2 (Terminal QNR/Taguatinga Centro)
0.344  QNR 5 (P2 Norte – Sol Nascente Trecho III) / Taguatinga (Católica)
0.350 (QNR 5/ Trecho III do Setor Habitacional Sol Nascente (Expansão Setor O) / Taguatinga Sul (Pista Estádio – Areal)
928.1 Setor Habitacional Sol Nascente / Ceilândia Centro (P2 – P1 Norte – Via Estádio)
333.8 Condomínio Sol Nascente (P1 N. – M3) / Taguatinga (Estádio – Shopping – Católica)
0.930 (QNR 5 (Via Estádio) / Esplanada (EPTG – W3 Sul)

Linhas que serão suspensas
0.044 Condomínio Sol Nascente / Setor O (Expansão – M1) / Taguatinga Centro (Estádio – Taguatinga Shopping)
314.1 (QNR – Setor O (Expansão) / Rodoviária do Plano Piloto (ParkShopping – Zoológico)
385.2 (QNR 5 (P1 N – P1 S – Pista do Estádio) / Rodoviária do Plano Piloto (ParkShopping – Zoológico)
0.352 (QNR 5 / Taguatinga Sul (Católica)
0.332 (QNR 5 (Expansão) / Taguatinga Sul (Areal)
333.0 (QNR 5 / Taguatinga Sul (Pistão Sul) / Areal (QS 11)

Fonte: Metropolis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here