Alemanha celebra reunificação do país e faz apelo à proteção ambiental

0

A festa contou com a presença de embaixadores, de Torquato Jardim, ministro da Justiça, Gilmar Mendes e Herman de Vasconcellos, do Supremo Tribunal Federal (STF), e políticos.

“Multilateralmente, o Brasil e a Alemanha se empenham em um conjunto ambicioso de normas, como o Acordo do Clima de Paris. Estamos torcendo para que a Conferência Climática COP 25 aconteça no próximo ano aqui”, disse o embaixador.

A Alemanha é um dos maiores parceiros do Brasil na luta em prol do meio ambiente, com a proteção da Floresta Tropical brasileira. “Somos o segundo maior financiador do Fundo Amazonas, depois da Noruega”, lembrou.

O ministro do Meio Ambiente falou da importância da cooperação na agenda ambiental e do desenvolvimento sustentável, como um dos pilares fundamentais da parceria estratégica bilateral.

Edson lembrou um dos momentos mais emocionantes já vividos por ele, justamente em Berlim. Em visita a um centro de recuperação de aves raras, o ministro encontrou um grupo de ararinhas azuis, mesma espécie que se esforçou para tentar preservar no interior da Bahia, onde vivia. “Como jovem da causa ambiental, eu vi a última ararinha em liberdade e lutei com parceiros isolados naquele canto do mundo seco para tentar salvá-las e nós não conseguimos”, disse emocionado.

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Ministro Edson Duarte

Este ano, os hinos nacionais dos dois países, que antecederam o discurso do embaixador, foram apresentados pela Orquestra Reciclando Sons, da cidade Estrutural, no lugar da tradicional banda das Forças Armadas. Os jovens músicos encantaram os convidados.

Os presentes provaram alguns sabores de sucos de frutas do Cerrado da cooperativa Araguaia – Polpa de Frutas, de São Felix do Araguaia, fomentada pelo Fundo Amazonas e pela instituição alemã católica Misereor. Eles também conheceram quatro modelos de carros elétricos e híbridos, expostos na embaixada.

Muito espirituoso, o anfitrião disse que evitaria falar de futebol, por ser algo delicado para os dois países. “Esse assunto é difícil, pois nos últimos dois anos eu não pude falar sobre o esporte – uma temática sensível, um tabu, um trauma… Depois da Copa do Mundo na Rússia poderia novamente abordar esse tema – mas agora não quero mais. Os senhores sabem por quê”, brincou.

Confira os cliques:

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Sabine e Georg Witschel

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Siham Belamine e Nabil Adghoghi

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Claudia Meireles e ministro Torquato Jardim

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Ministro Gilmar Mendes

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Per-Arne e Anette Hjelmborn

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Helga Weber e Cezar Rizzi

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Siewfei Chin, Hafsa Al Ulama e Andrea Se

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Ajchara Dechjahjaroen e Nguyen Van

FILIPE CARDOSO/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES

Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Daniel Santos e Isabel Leastro

Fonte: Metropolis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here