DF registra mais de um assassinato por dia no mês de outubro

0

Apesar da queda nas estatísticas, alguns crimes ainda assustam, como assalto a pedestres, estupros e homicídios

iStock/Foto ilustrativa

A Secretaria de Segurança Pública e Paz Social divulgou, nesta terça-feira (6/11), os índices de criminalidade de outubro deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Apesar da queda, algumas modalidades de crimes ainda assustam, como assaltos.

Somente em outubro deste ano, foram 2.716 roubos a pedestres contra 2.931 no mesmo mês do ano passado. O número de estupros caiu de 72 para 45. Mesmo assim, é mais de um caso por dia.

Um dos casos mais chocantes de outubro foi um estupro coletivo ocorrido em Santa Maria. A vítima é um garoto de apenas 12 anos. A barbárie foi revelada pelo Metrópoles no dia 10.

A denúncia de estupro coletivo chegou à Polícia Civil do DF depois da divulgação do vídeo chocante nas redes sociais, no qual é possível ver o menino amordaçado, seminu e com cordas amarradas no pescoço.

Nas imagens, o garoto aparece sendo atacado fisicamente e humilhado por um dos agressores. “Vestiram a criança de mulher, introduziram cabos de ferro e de martelo no seu ânus. Sacaneavam a vítima em troca de drogas”, afirmou o delegado da 33ª DP (Santa Maria), Rodrigo Têlho.

O investigador teve acesso ao conteúdo do vídeo após receber denúncia do Conselho Tutelar da região administrativa. Em seguida, instaurou inquérito para apurar o caso.

A dor é grande. “Estamos devastados”, resumiu a avó do menino. No dia 16 de outubro, a Justiça decretou a prisão preventiva do homem acusado de ter cometido o crime. Uma mulher foi detida em flagrante anteriormente. E três menores são suspeitos de participação no caso.

Durante a coletiva de imprensa para apresentar os números, o secretário de Segurança Pública, Cristiano Sampaio, comentou a onda de feminicídios no DF — até setembro, foram pelo menos 22 casos.

“Estamos sempre atentos e sensibilizados com cada crime. Isso choca não só os familiares próximos, mas toda sociedade. Temos várias ações em andamento para evitar esses casos”, disse o secretário.

Nessa segunda-feira (5), um homem foi preso pela Polícia Militar acusado de matar a companheira na Quadra 803 do Recanto das Emas. A vítima é Arlete Campos de Oliveira, 49 anos. Segundo o delegado-chefe da 27ª DP, Pablo Aguiar, o marido, identificado como Alexon Bezerra Rocha, 33, assassinou a mulher com uma facada no abdômen e dormiu ao lado do corpo.

A Secretaria de Segurança não divulga as estatísticas de feminícídios e, sim, de homicídios e latrocínios (roubo seguido de morte). Somente em outubro deste ano, 47 pessoas foram assassinadas no Distrito Federal. No mesmo período do ano passado, foram 57.

Fonte: Metropolis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here