Clima esquenta, Peniel Pacheco se irrita e deixa reunião do PDT

0

Pré-candidato ao GDF pelo partido se sente traído com as movimentações da própria sigla, que está prestes a desistir do projeto ao Buriti

Hugo Barreto/Metrópoles

Como não conta com unanimidade dentro da legenda e vendo a possibilidade de sequer entrar na disputa pelo governo, Peniel bateu o pé e disse que não vai retirar a pré-candidatura.

“Pessoalmente, não desisti. Se não acontecer é porque ‘fui desistido’, apesar de todas as garantias dadas de que a candidatura era para valer. Também não aceitarei disputar qualquer outro cargo em qualquer outra coligação”, disparou. Ele se sente traído com a falta de apoio dentro do PDT.

A cúpula do partido trabalha com quatro possibilidades para formar alianças. A primeira opção é sair com candidatura própria, tendo o nome do ex-deputado distrital Peniel Pacheco ao Palácio do Buriti. A segunda, apoiar a chapa encabeçada por Eliana Pedrosa (Pros), que tem Alírio Neto (PTB) como vice.

Outra alternativa – vista como mais difícil – seria entrar no projeto de reeleição do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Por último, uma composição com o deputado federal Rogério Rosso (PSD), que disputará o Buriti, em chapa com Cristovam Buarque (PPS), o qual tentará permanecer no Senado.

Hoje, a sigla está inclinada a embarcar na chapa de Eliana. Mas, como os movimentos do partido têm sido erráticos nas últimas semanas, a indefinição ainda impera no PDT.

Fonte: Metropolis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here