Prostíbulo é fechado e proprietário é preso por rufianismo em Águas Lindas.

0

Na noite de terça-feira (5) por volta das 21hs, encadeou a “Operação Ruffiano”, comandada pelo sub. comandante da 17 ª CRPM, Ten. Coronel Dakson e com apoio dos agentes da fiscalização e postura e do SMT (Sistema Municipal de Trânsito).

Acontece Hoje 16:28  Águas LindasCasa de Prostituição.Exploração SexualLeisOperação,Polícia Militar

A casa caiu literalmente para a galera da bagunça e o proprietário da casa de shows “Rancho do Patrão” que foi preso em flagrante pelo crime de rufianismo previsto pelo art. 230 do código penal, crime este que consiste em tirar proveito da prostituição alheia, participando diretamente de seus lucros ou fazendo-se sustentar, no todo ou em parte, por quem a exerça.

Segundo informações repassadas a nossa redação o evento vinha sendo divulgado através das redes sociais WhatsApp e Facebook e o que prometia ser uma noite inesquecível virou caso de polícia. A cidade hoje tem sim leis a serem cumpridas e a cada dia os moradores tem buscado moralizar alguns pontos em relação a perturbação da lei e da ordem, lideranças comunitárias se reúnem frequentemente para discutir e pedir apoio a justiça para esses e outros casos que desagradam o aguaslindense.

O Evento denominado “Open Tcheca”, teve uma repercussão negativa em Águas Lindas Brasília, Goiás e Minas Gerais, o ingresso foi vendido por R$ 300 reais e para participar da orgia os homens poderiam fazer sexo livremente com garotas de programa contratadas mediante pagamento de cachê pelo organizador.

Segundo o Coronel Dakson o setor de inteligência da polícia militar do Estado de Goiás identificou um pôster nas redes sociais que haveria um evento que caracterizava como rufianismo e suou para a polícia como um deboche a mesma não foi convidada mas compareceu e estragou a festa. Em seguida encadeou a operação por volta das 21hs, entraram em contato com o prefeito Hildo do Candango que prontamente enviou o SMT e os agentes da fiscalização, postura e no local foi encontrado com um dos seguranças uma arma de fogo e uma quantidade de maconha, aproximadamente 50 gramas que estava enterrada no prostíbulo.


Em suas palavras o Coronel Dakson nos relata que pior disso tudo é marcar a cidade de Águas Lindas como uma terra de hedonismo, de prostituição livre, que não tem lei e tudo aqui é permitido, “Nós fizemos isso hoje em nome das excelentes famílias que moram aqui, os trabalhadores e as pessoas de bem e a cidade merece respeito e a família aguaslindense foi contemplada com um serviço de qualidade da polícia militar.”

Operação RUFFIANO 17o BPM

AUTUAÇÃO DE ILÍCITO
Evento denominado “Open Tcheca”

RAI N° 9168113
APF: 118/19
ART. 229 do CÓDIGO PENAL
CASA DE PROSTITUIÇÃO / EXPLORAÇÃO SEXUAL

Minha Opinião:

Eu acho que esses tipos de eventos não cabe mais na cidade, anos atrás ela era tachada como uma cidade que só tinha cabaré. Ela mudou e mudou para MELHOR e esse título que deixavam os moradores envergonhados caiu por terra, Águas Lindas merece respeito “SIM”, merece ter leis rígidas que punem aqueles que perturbam a lei do sossego. Querem fazer suas festas regadas a sexo, droga e libertinagem que façam sem escarnecer a cidade, sem trazer constrangimento e vergonha a esse povo tão trabalhador e guerreiro.

Léa Cruvinel  

Por: Léa Cruvinel

Fotos: Whatsapp

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here