Adasa nega racionamento de 48 horas

Antes definido em 9%, o percentual teria sido diminuído para 5% — segundo a Adasa, se o nível da Barragem do Descoberto caísse abaixo desse percentual, a Companhia de Saneamento Básico do DF (Caesb) estava autorizada a ampliar o período de falta d’água para 48 horas. No entanto, a própria agência retificou a informação e disse que houve um mal-entendido.

Dessa forma, segundo a Adasa e a Caesb, mesmo que o reservatório fique abaixo dos 5%, não há determinação para que o racionamento de 48 horas seja autorizado. Às 13h30 desta terça-feira (21), o Descoberto estava com 5,7% do total.

Medida não está descartada

Apesar do engano por parte da Adasa, o racionamento de 48 horas não está descartado no DF. O cronograma para a implantação dessa medida já está pronto e foi entregue à agência reguladora depois que o nível do Descoberto chegou a 9%, em outubro. À época, apesar de pronto, o plano não foi colocado em prática.

Leia Também:  Claudio Humberto: Com bloqueio do xerife Moraes, o Brasil finalmente se junta a regimes autocráticos como China, Irã, Cuba, Belarus, Azerbaijão etc.

Fonte: Metropolis

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?