BRASÍLIA

BICADA DA ÁGUIA

Alinne Marques: Movimentos se unem por vitória nas eleições da OAB-DF

Publicados

em

Os movimentos OAB a Mudança e Respeito é a Ordem decidiram se unir numa só candidatura na disputa para presidir a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Distrito Federal, no pleito que vai acontecer no próximo dia 21 e novembro, deste ano. As líderes dos dois grupos analisarem e convergiram na compreensão de que tem pautas idênticas, ou seja, a necessidade de mudar a organização.

As advogadas e líderes dos movimentos, Alinne Marques e Thaís Rídel, anunciaram nessa quarta-feira (20) que daqui por diante vão compor uma só chapa. Ambas ressaltam que o foco é permanecer no rumo da mudança necessária a OAB-DF.

Alinne Marques e Thaís Rídel afirmam que os propósitos de se primar por uma gestão voltada para o jovem em início de carreira, para a mulher advogada e para a advocacia do interior, de pequenos e médios escritórios e profissionais autônomos são compromissos inegociáveis e que serão mantidos.

Ambas afirmam que a aglutinação atende a ideais e uma OAB mais democrática, inclusiva e plural. Esse conceito republicano terá, de acordo com as líderes, atenção especial à atuação e participação das profissionais mulheres, com atenção ao desafio das advogadas negras, ressaltam.

Leia Também:  Olimpíada: Brasil engata a terceira vitória seguida no vôlei feminino

 

“O Movimento OAB a Mudança, que tive o privilégio de iniciar, permanecerá firme com os propósitos que nos motivou para a disputa e caminharemos juntas no rumo da mudança que tanto ansiamos, juntas com o Conselho de Desenvolvimento do DF – CDDF e Entorno, conseguiremos essa vitória”, comentou Alinne Marques presidente do CD-Sobradinho 1.

No caso de vitória, será a segunda vez em toda a história da OAB-DF, que a instituição contará com uma mulher na presidência da instituição. A última foi Estefânia Viveiros, cujo mandato encerrou-se em 2009.

Fonte:  Sidnei Ricardo Leão

COMENTE ABAIXO:

BICADA DA ÁGUIA

Quentinha servida para Wagner Moura no acampamento do MST é de CAMARÃO, é mole!

Publicados

em

Por

Guilherme Boulos e Wagner Moura Foto: EFE/Javier Caamaño // EFE/EPA/CLAUDIO ONORATI

‘Humilde’: Ocupação do MTST dá quentinha de camarão a Moura

Publicação de Guilherme Boulos gerou chuva de críticas na web

O pré-candidato ao governo de São Paulo Guilherme Boulos (PSOL) publicou na noite desta sexta-feira (12) uma imagem que movimentou a internet. Na foto, o ator Wagner Moura aparece comendo uma “quentinha” com camarão.

O registro fora feito na quinta-feira (11), quando Moura participou da exibição do filme Marighella, do qual é diretor, em uma ocupação do MTST na Zona Leste de São Paulo, a convite de Boulos.

– Wagner Moura comendo uma quentinha na ocupação do MTST onde fizemos ontem a exibição popular de Marighella. Foi potente! Viva a luta do povo! – escreveu Boulos no Twitter ao comparilhar a imagem.

Não demorou para que a foto viralizasse, com chuva de críticas. Críticos das pautas progressistas apontaram hipocrisia de conter camarão, uma iguaria não muito acessível a todos os brasileiros, na quentinha servida na ocupação.

Leia Também:  Mais postos reduzem preço da gasolina no DF. Valor baixa para R$ 4,02

– Agora tem o MTST raiz e o MTST nutela. Ou será que já é o comunismo purinho, onde a elite do partido come camarão e o restante se vira e passa fome igual à exemplar Venezuela? – escreveu o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

– Quem é o “socialista” de Iphone perto do “sem teto” que come camarão…- publicou o vereador de Belo Horizonte Nikolas Ferreira.

– Wagner Moura acabou de atualizar o termo “esquerda caviar” para “esquerda camarão” – ironizou o jornalista Kim Paim.

A repercussão levou a palavra “camarão” aos assuntos mais comentados no Twitter. Na manhã deste sábado (13), a palavra já havia sido mencionada cerca de 32 mil vezes.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.