BRASÍLIA

BRASIL 61

CPI da Pandemia: cientistas Natalia Pasternak e Claudio Maierovitch falam nesta sexta (11)

Nesta sexta-feira (11), a CPI da Pandemia recebe os cientistas Natalia Pasternak e Claudio Maierovitch. A sessão está marcada para começar as 9h, e os internautas poderão enviar perguntas e comentários para a reunião por meio do portal e-Cidadania.

CPI da pandemia: Rosa Weber decide que governador do AM não é obrigado a depor

CPI: Ex-secretário da Saúde nega compra de cloroquina para Covid-19

A presença dos dois profissionais foi pedida em requerimento aprovado pelos senadores Renan Calheiros (MDB-AL), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Humberto Costa (PT-PE) e Marcos do Val (Podemos-ES). Os parlamentares afirmam que os cientistas têm condições de esclarecer sobre a melhor forma de enfrentamento à pandemia de Covid-19 no Brasil. 

Natalia Pasternak é microbiologista formada pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP). Também é PhD com pós-doutorado em microbiologia na área de genética molecular de bactérias. Já Cláudio Maierovitch é médico sanitarista, especialista em políticas públicas e gestão governamental, e mestre em medicina preventiva e social. Também coordena o Núcleo de Epidemiologia e Vigilância em Saúde da Fiocruz Brasília. 
 

Leia Também:  O TEMPO E A TEMPERATURA: Tempo firme e quente no Centro-Oeste, nesta sexta-feira (28)

Brasil 61

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

BRASIL 61

RJ: recursos obtidos pela venda da Cedae serão repartidos entre municípios

Publicados

em

Por

Com a privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), ocorrido no dia 30 de abril, os recursos obtidos serão repartidos entre os 29 municípios impactados pela concessão, o Instituto Região Metropolitana (IRM) e o Governo do Estado. O anúncio foi feito na quarta-feira (16) pelo governador do Rio, Cláudio Castro.

O total de R$ 22,6 bilhões foi arrecadado com as outorgas. Deste valor, o estado vai ficar com R$ 14,478 bilhões e os 29 municípios que aderiram ao plano devem repartir R$ 7,688 bilhões. O IRM receberá cerca de R$ 522 milhões. Os valores serão pagos em três parcelas, divididas pelos anos de 2021, 2022 e 2025.

Proposta prevê que municípios regulamentem faixas marginais de curso d’água em áreas urbanas e regiões metropolitanas

Setor de infraestrutura foi um dos que mais rendeu investimentos no último ano

De acordo com o governador Castro, o dinheiro da venda da companhia será investido em infraestrutura. O projeto prevê a melhoria de saneamento básico para 10,3 milhões de pessoas, o que equivale a 60% da população fluminense, segundo o governo do estado.

Leia Também:  O TEMPO E A TEMPERATURA: Tempo instável na região Centro-Oeste, nesta sexta-feira (11)

Brasil 61

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA