BRASÍLIA

BRASIL 61

Licitação para início das obras do Canal do Xingó é anunciada

Publicados

em

O Governo Federal anunciou o lançamento de edital para início da construção do Canal do Xingó. Nesta primeira etapa, serão contratadas obras e serviços de engenharia para a primeira etapa do projeto, que inclui obras de captação e a construção de um túnel no estado da Bahia. O investimento federal nessa fase é de mais de R$ 93 milhões.

A obra será executada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), instituição vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). 

O lote I, com mais de 50 quilômetros de extensão, cruza os municípios de Paulo Afonso e Santa Brígida, na Bahia, e finaliza em Canindé do São Francisco, no estado de Sergipe. A segunda etapa desse lote, ainda a ser licitada, vai incluir a construção de um sistema de macrodrenagem e de estrada para acesso à área.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destaca a importância de garantir segurança hídrica a todo estado do Nordeste. “A importância que essa obra é para o estado de Sergipe e essa é uma obra do estado brasileiro. A segurança hídrica é o que permite esse salto no desenvolvimento, melhora a questão da obtenção do emprego e da renda, porque é possível gerar a indústria, o comércio, a área de serviço, que só acontece com a água e, principalmente, nesse mundo em que nós estamos vivendo, é o respeito ao meio ambiente.”

Leia Também:  Defesa Civil Nacional reconheceu a situação de emergência em 12 cidades da Região Nordeste

A obra do Canal do Xingó foi dividida em quatro fases e vai atender cinco cidades de Sergipe e duas da Bahia, beneficiando mais de dois milhões de pessoas.

Para saber mais sobre as ações de segurança hídrica do Ministério do Desenvolvimento Regional, acesse: mdr.gov.br.

Brasil 61

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

BRASIL 61

Semana Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável promove debates até a próxima sexta-feira (10)

Publicados

em

Por

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), deu início, nesta segunda-feira (6), à Semana Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável. O tema deste ano é 20 anos do Estatuto da Cidade – aprendizados e caminhos para a agenda urbana brasileira. As atividades seguem até a próxima sexta-feira (10).

Durante os cinco dias de evento, serão discutidos caminhos para que todas as cidades brasileiras possam adotar estratégias de desenvolvimento urbano sustentável. Além disso, também serão apresentados os avanços na estruturação da nova Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU) e dos Objetivos do Desenvolvimento Urbano Sustentável (ODUS).

“Estamos avançando nos estudos da construção da nossa Política Nacional do Desenvolvimento Urbano, que tem como cerne uma visão estratégica para o território brasileiro, sempre com o desafio de trazer sustentabilidade para o País”, avaliou a secretária Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano do MDR, Sandra Holanda.
Projeto Andus

A parceria entre os governos brasileiro e alemão tornou possível a criação do Projeto de Apoio à Agenda Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável (Andus). Ao longo dos dois últimos anos, foram promovidos debates para a construção de práticas voltadas a um desenvolvimento urbano mais sustentável e alinhado à PNDU, considerando a diversidade do País.

Leia Também:  Governo Federal repassa R$ 2,6 milhões para construir casas para famílias atingidas por inundações na Bahia

Em 2020, ocorreu a primeira fase do Projeto Andus, com debates com seis municípios brasileiros: Anápolis (GO), Campina Grande (PB), Eusébio e Fortaleza (CE), Hortolândia (SP) e Tomé-Açu (PA). Já em 2021, em uma segunda fase, o Projeto selecionou, por meio de Chamada Pública, mais 12 municípios: Amajari (RR), Aracaju (SE), Arapiraca (AL), Cametá (PA), Caruaru (PE), Juiz de Fora (MG), Manaus (AM), Maringá (PR), Naviraí (MS), Rio de Janeiro (RJ), São Nicolau (RS) e Sobral (CE), além do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo (Cioeste), que reúne 11 municípios paulistas.

O evento é uma parceria do MDR com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ).

Os interessados em participar dos próximos dias de seminário podem se inscrever neste link.

Brasil 61

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.