Empreendedora brasileira é premiada no Fórum Econômico

Adriana Mallet, CEO e cofundadora da SAS Brasil, Ong que leva atendimento de saúde gratuito para regiões sem acesso no país, foi premiada como um dos 15 Inovadores Sociais do Ano pela Fundação Schwab, durante o FEM (Fórum Econômico Mundial) em Davos, na Suíça.

Celso Athayde, fundador da Cufa (Central Única das Favelas) e CEO da Favela Holding, também foi homenageado no principal evento do FEM, que voltou a ser presencial este ano.

Adriana, que é médica, foi eleita empreendedora social do ano entre os cinco brasileiros que venceram a edição nacional da premiação em 2021. Ela também foi a única mulher brasileira a integrar o grupo de empreendedores sociais na edição mundial.

Atuação da startup social
A startup, fundada pela empreendedora e Sabine Zink em 2013, atua de forma itinerante em cidades carentes de acesso à saúde, fornecendo atendimentos gratuitos, diagnósticos, doações de óculos de grau, entre outros.

Por meio do seu projeto de telessaúde, a SAS Brasil ofereceu atendimentos em 35 especialidades para mais de 80 mil pessoas durante a pandemia. “Estamos usando a telessaúde para oferecer o melhor atendimento a gestantes em áreas remotas. Com as cabines de telessaúde estamos proporcionando acesso à saúde mental para pessoas em comunidades vulneráveis”, disse a empreendedora em seu discurso de agradecimento.

Leia Também:  Por que ser mediano em vez de excelente também é útil no trabalho

Hoje, a Ong tem três focos de atuação: saúde da mulher, da criança e da família. A SAS já atendeu mais de 180 mil pessoas, em 350 cidades de 24 estados brasileiros.

Fonte: Forbes

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?