Raio X da águia na saúde pública de Planaltina

Raio X da saúde pública de Planaltina

Fizemos um apanhado do que vem ocorrendo na cidade, nos últimos anos, após duas décadas sem qualquer investimento na área

Ao contrário do que a desinformação vem provocando em algumas redes sociais, a saúde de Planaltina evoluiu muito nos últimos anos. Mas, antes de falar sobre essa evolução, é importante que você saiba que a cidade passou nada menos que duas décadas sem receber qualquer investimento em saúde. Foram vinte anos sem que uma só parede em um posto de saúde fosse erguida.

Esse limbo na saúde de Planaltina foi fruto de uma histórica omissão de sucessivos governos. Dessa forma, por mais que a comunidade pedisse, e o Poder Legislativo trabalhasse por melhoras, houve praticamente um boicote à cidade, agravado ainda mais no último governo.

Nossa equipe fez uma blitz em Planaltina e mostra que, desde 2019, tudo isso tem mudado. Confira:

  1. UBS 20 – Em meados de 2019, a Unidade Básica de Saúde 20, na Área Especial 9A, no Setor Norte, foi entregue à população. A nova UBS foi uma resposta a uma situação causada pelo governo anterior, que não pagou o aluguel da unidade e por isso ela foi despejada. A solução veio de forma definitiva para a população, que ganhou uma unidade nova, moderna e cujo raio de atendimento atinge cerca de 25 mil pessoas.
  1. Reforma do pós-cirúrgico do Hospital Regional de Planaltina – O Hospital da cidade teve a ala completamente reformada, com a entrega de 32 leitos pós-cirúrgicos. Esses leitos são dotados de mobiliário específico e garante o conforto do paciente que deixou o centro cirúrgico. Pelo fato de as cirurgias estarem restritas, a ala hoje em dia é fundamental no atendimento a pacientes acometidos de Covid-19.
  1. UBS do Vale do Amanhecer – Um antigo sonho dos moradores do Vale, a Unidade Básica de Saúde local sofreu diversos ataques antes mesmo de ter suas fundações concluídas. Mas a vontade do morador local prevaleceu, e o trabalho foi levado adiante. Agora, a Unidade está em acabamento, e há o compromisso de ser entregue à população até o mês de agosto, como um presente à cidade.
  1. UPA da Estância – A Unidade de Pronto Atendimento é outro equipamento público de saúde que chega para somar para o cidadão de Planaltina. A obra inclui cerca de 70 ambientes, com consultórios, espaço para vacinação, procedimentos e outros. Os trabalhos também estão em acabamento.
  1. UBS do IFB – A Unidade presente no Instituto Federal de Brasília foi reaberta e atende pacientes do Arapoanga, Vale do Amanhecer, Bica do DER e outros. Graças à sua ativação, entrou em atividade a linha a 0.615 (Circular Planaltina/IFB), que atende pacientes que se deslocam para o local e outras pessoas.
  1. UBS 5 (Arapoanga) – A Unidade passou por uma reforma que terminou em 2019 e ganhou um consultório odontológico. Anteriormente esses atendimentos eram feitos em um espaço improvisado.
  1. UTI do Hospital Regional de Planaltina – O grande sonho do morador da cidade, a UTI já começa a receber a infraestrutura de retaguarda, que inclui reformas e construções novas instalações. Confira:
  1. Central Elétrica – primeiro passo a ser dado para a chegada da UTI, bem como para a melhora do serviço como um todo. A atual central, inclusive, já sofreu sobrecargas e passou por incêndio. A licitação para a obra já foi publicada no Diário Oficial. Vale ressaltar que uma queda de força em uma UTI significa a morte para os pacientes hospitalizados.
  2. Radiologia – o bloco de exames também é fundamental para a instalação definitiva da UTI, uma vez que a medicina intensiva requer um elevado número de diagnósticos diários. A licitação também já foi publicada.
  3. Bloco da UTI propriamente dito – última das obras a ser concretizada para a chegada da UTI, é onde de fato os pacientes ficam hospitalizados durante o tratamento intensivo. A licitação está prevista para até o mês de maio.
Leia Também:  Voos em agosto chegam a 70% de pré-pandemia

Um detalhe: é importante que a população de Planaltina saiba que, quando estiver pronta, a UTI do Hospital Regional vai atender pacientes de todo o DF, e até de fora. Isso porque as internações nas UTIs públicas são feitas de acordo com o que a central de regulação estabelece, e o paciente que precisa de UTI vai para onde houver vaga. Então, a chegada da UTI a Planaltina será mais uma opção para moradores de todo o Distrito Federal, e não apenas para os da cidade.

É do conhecimento de todos que a Saúde de Planaltina ainda está longe do ideal. Mas, como se vê, em dois anos o cenário evoluiu, e muito. De modo que hoje temos importantes avanços para a cidade, num curto período de tempo. A atual legislatura já entregou à cidade melhoras que não ocorreram em um prazo 20 anos, e ainda tem muito mais pela frente.

Em resumo, ainda que a UTI do Hospital Regional não esteja pronta, ainda que nem tudo esteja entregue, não se pode desconsiderar todo o trabalho que tem sido feito e o quanto a saúde da cidade já evoluiu. E toda a sociedade ganha com essas mudanças.

Leia Também:  Comissão disponibiliza canais de denúncia sobre violação de Direitos Humanos

Fonte: Redação

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?