BRASÍLIA

Brasil

Mulher acusa modelo de agressão após briga em banheiro do Jockey Club de SP

Publicados

em

Crédito: Reprodução/Instagram

Segundo a reportagem, a mulher acusada a namorada de um dos sócios do restaurante Iulia pela agressão. Ela afirma ter tomado 40 pontos no rosto e feito cirurgias para recuperar movimentos do rosto após ter sido atingida por um copo de vidro.

No boletim de ocorrência, Milka diz que estava na fila do banheiro quando a modelo entrou exaltada tentando furar a fila, empurrando outras pessoas que esperavam a sua vez. A publicitária e uma amiga resolveram interpelar a moça, que teria iniciado a confusão.

“Ela ignorou que eu estava ali e me empurrou. Segurei por causa do seu descontrole ao vir em minha direção. Nisso, ela puxou meu cabelo, agarrou meu braço e arrancou meu colar, me arranhando. Mobilizei ela para que parasse. A amiga dela pediu para que eu a soltasse. Eu soltei e pedi pra amiga que ela parasse de puxar meu cabelo. Consegui fazê-la soltar meu cabelo e ela saiu do banheiro em direção aos seguranças e ao namorado dela”, contou Milka pelas redes sociais.

“Ela entrou no banheiro com o namorado e os seguranças, pegou um copo de vidro espesso que estava na mão do namorado e jogou em direção ao meu rosto. Não tive como me defender e o copo acertou. Em choque, não percebi a gravidade da situação, só percebi quando vi que estava jorrando muito sangue e uma menina que estava na fila, disse que era da área da saúde, me colocou dentro de uma cabine”, completou.

Leia Também:  Caso Flordelis: pastor Anderson sabia de plano para matá-lo, diz MP

O caso foi registrado na 34ª Delegacia de Polícia da Vila Sônia, zona sul de São Paulo, onde um inquérito foi aberto para investigar o caso.

Postagem: http://temporarioegnews.com.br

Fonte: IstoÉ

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil

Mulher mata filha de cinco anos; criança tem olhos arrancados

Publicados

em

Criança foi morta pela própria mãe em Alagoas Foto: Reprodução

Fato aconteceu em Alagoas e mulher, que teria transtornos mentais, foi presa em flagrante por conta do crime

Um crime bárbaro aconteceu na cidade de Maravilha, Sertão de Alagoas, no último domingo (24), quando uma mulher matou a própria filha de cinco anos e arrancou os olhos e a língua da criança com uma tesoura. De acordo com a polícia, a autora do crime tem transtornos mentais. A autora do crime foi presa em flagrante.

A polícia foi acionada após o pai de Josimare Gomes, de 30 anos, mãe da pequena Brenda Carollyne, ter encontrado ela e a neta trancadas no banheiro. Ao chamar pela filha e ver marcas de sangue no chão, o homem arrombou a porta e viu a neta já sem vida.

– Ao chamar ela, ela disse que estava tomando banho, mas demorou. Foi quando o senhor foi olhar pela porta de trás e viu as marcas de sangue. Ele arrombou a porta e encontrou a criança, já sem vida, no banheiro, e a mãe “rezando o terço” sobre o corpo – detalhou Eduardo Prado, agente da Polícia Civil (PC).

Leia Também:  Bancada do selfie

Segundo os agentes, ainda não há confirmação se a mulher teria arrancado os órgãos da criança depois de matá-la. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a perícia. O 7° Batalhão da Polícia Militar (7° BPM) esteve no local e constatou o crime. O caso vai ser investigado pela Delegacia Regional da vizinha Ouro Branco.

MINISTRA DAMARES COMENTA O CASO
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, comentou o caso ainda na última segunda-feira (25). Em sua publicação, a chefe da pasta social afirmou que o caso provavelmente denota o desenvolvimento de um ciclo que começa com a negligência, os maus tratos e segue até a bárbara morte.

– Neste caso, nos parece que ninguém interrompeu o caminho e ninguém viu ou ouviu os sinais e os pedidos de socorro emitidos pela criança. É fato que muitas vezes as crianças nos pedem socorro por dias, meses e até anos – disse.

Damares também contou que ficou “em lágrimas” ao saber do fato, mas disse que tentará trabalhar para que a política pública possa funcionar de forma que consiga evitar que casos como esse continuem acontecendo no Brasil.

Leia Também:  Lobista ligado a Miguel Jorge dá expediente no Senado

– Em lágrimas, depois de soluços, só peço a Deus que me dê forças para interromper o caminho e ouvir o clamor das crianças no Brasil. Só quero que a máquina e a política pública funcionem de fato e estou trabalhando para isto – completou.

Fonte: Pleno.News

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA