BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

18 Prefeitos aliados, ignoram ordem de Dória

Publicados

em

Doria perde força e 18 prefeitos decidem ignorar ordem “absurda” do governador

João Doria

O governo estadual havia colocado todos os municípios na fase vermelha do plano São Paulo durante os dias 25, 26 e 27 de dezembro e nos dias 01, 02 e 03 e janeiro de 2021, com a justificativa de tentar conter o avanço da epidemia de Covid-19.

Porém, alguns prefeitos decidiram não seguir a ordem de Doria e manterão as cidades que governam na fase amarela do plano São Paulo, o que permite a abertura de bares, restaurantes, academias, salões de beleza e do comércio.

Ao justificar a decisão, o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa declarou:

“Precisamos de organização, o que seria impossível nesse tempo tão curto. Empresas e comércios já tinham estoques e funcionários contratados”, disse ele.

Em nome do conselho de prefeituras da Baixada Santista, Barbosa também reiterou sobre a dificuldade enfrentada pelo comércio da região, que tem no turismo uma de suas principais fontes de renda.

“Retroceder para a fase vermelha, num momento como esse onde já há um planejamento das pessoas, os comércios têm estoque, funcionários contratados. É impraticável para a região da Baixada Santista, que é a região que recebe o maior fluxo de pessoas durante esse período [de festas de final de ano]” concluiu.

Já em Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, o prefeito determinou, por decreto, que no Natal o comércio funcionará de acordo com as regras da fase amarela, já no Ano Novo o comércio ficará fechado das 20h do dia 31 de dezembro às 12h do dia 1º de janeiro. Segundo a gestão municipal, a principal preocupação é com a aglomeração que pode se formar na virada do ano.

Leia Também:  Em tom de ameaça, José Dirceu afirma: "Questão de vida ou morte para o país é tirar o Bolsonaro”

A Prefeitura de São Sebastião informou que vai montar barreiras de orientação a partir do dia 26 de dezembro para orientar os turistas que vão entrar na cidade nos próximos dias. Já a Prefeitura de Ubatuba disse que irá perceber a movimentação de turistas na cidade para saber onde irá atuar.

Fonte: Jornal da Cidade On Line

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL POLÍTICA

Após sinalização de interferência de Bolsonaro, ações da Eletrobras valorizam 23% na semana

Publicados

em

Ações da Eletrobras valorizam 23% na semana, mas não se falou em ‘interferência’

Bolsonaro sinalizou interferência, e o papel da Eletrobrás saltou de R$27,04, na segunda, para R$33,83 na quinta

A estatal federal Eletrobrás valorizou 23% esta semana, mesmo após o presidente Jair Bolsonaro avisar que iria interferir no setor elétrico, mas ninguém atribuiu a essa atitude a valorização expressiva da estatal de energia.

No início da semana, o papel da Eletrobrás era vendido a R$27,04 e, nesta quinta (25), registrava valorização de 23%, cotada a R$33,83. O dedo presidencial, no setor elétrico, afinal só gerou lucros. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O gesto do presidente de levar ao Congresso a medida provisória que deflagra a privatização da Eletrobrás ajudou a valorizar suas ações.

A MP 1031 (Eletrobrás) teve objetivos vitais para o êxito do governo. Um deles foram os grandes investidores privados, nacionais e internacionais.

A MP também é uma investida contra aumentos tão cruéis quanto os dos combustíveis: só em 2021, o povo amarga alta de 13% na conta de luz.

Leia Também:  Dinheiro torrado em ‘penduricalhos’ nos bancos estatais salvaria vidas na pandemia

Confiar ao BNDES os estudos para privatizar a Eletrobrás gerou alívio. A pior escolha seria entregar a tarefa ao corporativismo dos eletrocratas.

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA