BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Blogueiro bolsonarista faz tratamento usado como piada homofóbica por Bolsonaro

Publicados

em


source
Blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio
Reprodução / Redes Sociais

Blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio

blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio começou a fazer tratamento com a técnica da ozonioterapia , que já foi alvo de piada homofóbica por parte do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  Eustáquio sofreu uma queda em prisão na Papuda e agora está sem conseguir andar . Ele é investigado no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre os atos antidemocráticos .

“Após ozonioterapia, Oswaldo mostra melhora e tem sensibilidade das pernas. Hoje, Eustáquio conseguiu iniciar os primeiros movimentos dos dedos do pé direito e recuperar parcialmente a sensibilidade da perna esquerda. Ele teve melhora após a segunda sessão de ozonioterapia”, escreveu sua mulher, Sandra Terena, nas redes sociais.

Leia Também:  Relator do TRF-4 vota contra anular condenação e aumenta pena de Lula no caso do sítio; siga

A técnica, que administra uma mistura de oxigênio e ozônio no corpo, já foi utilizada por Bolsonaro para fazer deboches de cunho homofóbico. O tratamento se tornou mais conhecido após o prefeito de Itajaí (SC), Volnei Morastoni (PSDB), sugerir que as aplicações são feitas pelo ânus.

Em vídeo do final de novembro do ano passado, o presidente aparece conversando com seus apoiadores na frente do Palácio da Alvorada e diz que deve viajar para Itajaí antes do Natal. Após o comentário, ele emenda que não vai “tomar ozônio lá”.

“O prefeito falou que cura Covid com ozônio, não pergunta onde é a aplicação, não”, afirmou Bolsonaro. “Tinha muita gente indo pra lá tomar [ozônio]. Estou com Covid”, completou. 

Em agosto, Eduardo Pazuello, então interino na Saúde, teve encontro oficial com defensores da ozonioterapia, que não tem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19.

Leia Também:  Novo governo quer evitar pautas-bombas, diz Eduardo Bolsonaro

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL POLÍTICA

Após sinalização de interferência de Bolsonaro, ações da Eletrobras valorizam 23% na semana

Publicados

em

Ações da Eletrobras valorizam 23% na semana, mas não se falou em ‘interferência’

Bolsonaro sinalizou interferência, e o papel da Eletrobrás saltou de R$27,04, na segunda, para R$33,83 na quinta

A estatal federal Eletrobrás valorizou 23% esta semana, mesmo após o presidente Jair Bolsonaro avisar que iria interferir no setor elétrico, mas ninguém atribuiu a essa atitude a valorização expressiva da estatal de energia.

No início da semana, o papel da Eletrobrás era vendido a R$27,04 e, nesta quinta (25), registrava valorização de 23%, cotada a R$33,83. O dedo presidencial, no setor elétrico, afinal só gerou lucros. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O gesto do presidente de levar ao Congresso a medida provisória que deflagra a privatização da Eletrobrás ajudou a valorizar suas ações.

A MP 1031 (Eletrobrás) teve objetivos vitais para o êxito do governo. Um deles foram os grandes investidores privados, nacionais e internacionais.

A MP também é uma investida contra aumentos tão cruéis quanto os dos combustíveis: só em 2021, o povo amarga alta de 13% na conta de luz.

Leia Também:  Bolsonaro é eleito uma das 100 pessoas mais influentes do mundo

Confiar ao BNDES os estudos para privatizar a Eletrobrás gerou alívio. A pior escolha seria entregar a tarefa ao corporativismo dos eletrocratas.

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA