BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Bolsonaro garante que Ernesto Araújo não será demitido em reforma ministerial

Publicados

em


source
bolso
Valter Campanato/ABr

Bolsonaro e ministro das relações exteriores, Ernesto Araujo

Circula desde o final de semana na imprensa a informação de que o ex-presidente Michel Temer poderia ser nomeado chanceler do governo Bolsonaro na reforma ministerial que deve acontecer no início de 2021, mas, segundo informações do R7 obtidas com interlocutores do governo, o presidente diz que se trata de “fake news” e que Ernesto Araújo está mantido no cargo.

Segundo as informações do portal, Bolsonaro é categórico ao dizer que o chanceler não será demitido . A reforma minsterial deve ocorrer para acomodar nomes do centrão que formam a base do governo.

O cargo de Ernesto Araújo à frente do Ministério das Relações Exteriores estaria em xeque, e sob pressão de parlamentares, pelo fato do ministro ser considerado ideológico e as eleições norte-americanos terem tido um resultado desfavorável para a política internacional do governo Bolsonaro.

Leia Também:  Quase 27 milhões de brasileiros vivem com menos de R$ 246 ao mês

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL POLÍTICA

Nordeste tem quatro indicados para eventual chapa de Lula

Publicados

em

Foto: Agência Brasil

Nenhuma região do Brasil tem tantos candidatos a vice-presidente para Lula da Silva como o Nordeste.

A lista é encabeçada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PSCdoB) e conta também com o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), e agora aparece o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB).

 Rui Costa (PT), da Bahia – o maior colégio eleitoral da região – que deixa o Palácio de Ondina, é vez ou outra citado pelo núcleo próximo do ex-presidente.

Enquanto a campanha não vem, segue a grita do PT contra a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, por ter agendado para a quinta-feira análise em plenário do pedido de impugnação feito pela PGR da decisão do ministro Edson Fachin, que anulou as condenações de Lula. O partido informa, na nota, que o ministro e o STF sofrem pressão de setores contra sua decisão monocrática pró-Lula. Faltou dizer quem.

A despeito de o Supremo Tribunal Federal agendar para quinta-feira o pedido de impugnação da anulação das condenações de Lula da Silva, ele segue dando entrevistas à mídia estrangeira.

Fonte: Jornal de Brasilia
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  51% da população acha que a imprensa prejudica Bolsonaro
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA