BRASÍLIA

POLÍTICA BR

Boulos acha mais fácil se eleger presidente do que governador de SP

Publicados

em

Guilherme Boulos (PSol) tem dito a aliados de outros partidos não ter planos de disputar o governo de São Paulo no futuro

Pré-candidato a prefeito de São Paulo nas eleições de 2024, o deputado federal Guilherme Boulos (PSol-SP) tem dito a aliados de outros partidos não ter planos de concorrer ao governo paulista no futuro.

Segundo interlocutores de Boulos, a ausência de planos é baseada no cálculo de que o psolista dificilmente conseguiria se eleger ao comando do Palácio dos Bandeirantes.

A avaliação é que o eleitorado de Boulos, que é mais progressista, está concentrado na capital. Para se eleger governador, porém, ele também precisaria de votos no interior paulista, que é mais conservador.

Em conversas reservadas com aliados, Boulos prevê que, no cenário político atual, seria mais fácil para ele se eleger presidente da República do que governador de São Paulo.

Apesar disso, o deputado tem dito que seus planos, por ora, são disputar a Prefeitura de São Paulo em 2024 e, se eleito, tentar reeleição em 2028. Palácio do Planalto, portanto, só a partir da eleição de 2030.

Leia Também:  Parlamentares entram com ação no STF para barrar aumento do fundo eleitoral
Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:

Colunista

Continue lendo

POLÍTICA BR

Senado avalia endurecer leis contra tráfico humano

Avatar

Publicados

em

Por

Senado Mecias de Jesus (Republicanos-RR) (Foto: Republicanos)

Texto tipifica como crime forjar casamento com menores para imigração

Deborah Sena

“O contrabando de migrantes afeta quase todos os países do mundo. Ele mina a integridade dos países e comunidades e custa milhares de vidas a cada ano. É preciso endurecer as regras para esses crimes e tipificar as novas condutas, que conforme entendimento das autoridades policiais nacionais e internacionais, caracterizam o tráfico de pessoas”, destacou o senador Mecias de Jesus ao Diário do Poder.

De acordo com a Polícia Federal, o contrabando de migrantes já movimentou R$ 8 bilhões no Brasil. No último ano, a PF coordenou, no território brasileiro a ‘Operação Turquesa III’, em parceria com a Interpol, contra os crimes de promoção de migração ilegal (contrabando de migrantes), tráfico de pessoas e outros delitos conexos. Foram presas 216 pessoas em 34 países.

Leia Também:  Comissão vota parecer sobre financiamento do Sistema Único de Assistência Social

Para fugir da fiscalização, os bandidos mudaram de estratégia e agora estão criando famílias de mentira para facilitar a entrada clandestina de imigrantes nos países estrangeiros, em especial, nos Estados Unidos. Os traficantes de pessoas (coiotes) alugam crianças e arranjam casamentos ou uniões estáveis para simular uma família e, assim, driblar as novas regras migratórias dos Estados Unidos.

A deterioração das condições de vida no Brasil é um fator determinante por trás da alta de migrações (falta de emprego, inflação, aumento da miséria). Ocorre que muitas pessoas são ludibriadas por propagandas enganosas de quem oferece o serviço de travessia. Os coiotes prometem arrumar um bom emprego, garantem uma travessia tranquila, mas ao chegar no país estrangeiro se deparam com outra realidade e, muitas vezes, têm que pedir ajuda a igrejas, parentes e amigos para custear aluguel e comer.

Fonte: Diario do Poder

COMENTE ABAIXO:

Colunista

Continue lendo

Nos siga no Facebook

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?
ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?