BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Com Covid pela 2ª vez, presidente da Câmara de Teresina toma posse de hospital

Publicados

em


source
Jeová Alencar (MDB) em videochamada de dentro de hospital
Reprodução

Jeová Alencar (MDB) tomou posse internado em hospital de Teresina

O presidente da Câmara Municipal de Teresina , vereador Jeová Alencar (MDB), tomou posse nesta sexta-feira (1º) de dentro de um hospital. O parlamentar foi diagnosticado com Covid-19 pela segunda vez. Na primeira, em julho do ano passado, ele ficou assintomático.

De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa de Alencar, ele está internado desde a última terça-feira (28). O vereador está consciente, mas segue sem previsão de alta. O quadro dele é estável.

O presidente da Câmara acompanhou a solenidade de posse à distância. Em sua substituição, os trabalhos foram conduzidos pelo vereador Edson Melo (PSDB).

O segundo diagnóstico para Covid-19 de Alencar foi confirmado no dia 22 de dezembro, quando apresentou febre e tosse. Ele chegou a ficar internado e recebeu alta no domingo (27), mas o retorno dos sintomas fez com que ele retornasse à internação.

Leia Também:  Helicópteros e "namorido" julgado por tortura: como vive a deputada federal mais rica da Câmara

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL POLÍTICA

Após sinalização de interferência de Bolsonaro, ações da Eletrobras valorizam 23% na semana

Publicados

em

Ações da Eletrobras valorizam 23% na semana, mas não se falou em ‘interferência’

Bolsonaro sinalizou interferência, e o papel da Eletrobrás saltou de R$27,04, na segunda, para R$33,83 na quinta

A estatal federal Eletrobrás valorizou 23% esta semana, mesmo após o presidente Jair Bolsonaro avisar que iria interferir no setor elétrico, mas ninguém atribuiu a essa atitude a valorização expressiva da estatal de energia.

No início da semana, o papel da Eletrobrás era vendido a R$27,04 e, nesta quinta (25), registrava valorização de 23%, cotada a R$33,83. O dedo presidencial, no setor elétrico, afinal só gerou lucros. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O gesto do presidente de levar ao Congresso a medida provisória que deflagra a privatização da Eletrobrás ajudou a valorizar suas ações.

A MP 1031 (Eletrobrás) teve objetivos vitais para o êxito do governo. Um deles foram os grandes investidores privados, nacionais e internacionais.

A MP também é uma investida contra aumentos tão cruéis quanto os dos combustíveis: só em 2021, o povo amarga alta de 13% na conta de luz.

Leia Também:  Palocci solta a língua. Quem perde é Lula

Confiar ao BNDES os estudos para privatizar a Eletrobrás gerou alívio. A pior escolha seria entregar a tarefa ao corporativismo dos eletrocratas.

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA