BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Comentário do Vice Presidente Hamilton Mourão

Publicados

em

Antonio Hamilton Martins Mourão
VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Não vi nosso presidente proibir nem obrigar ninguém a se vacinar… Mas vi uma suprema corte decidir que quem não se vacinar perderá direitos…
Não vi os laboratórios solicitarem aprovação do órgão técnico (ANVISA) para poderem comercializarem suas vacinas aqui… Mas os vi solicitarem que os governos assinem um termo que os isentem de responsabilidades se surgirem efeitos colaterais graves/desconhecidos…
Vi um presidente que optou por não se vacinar e não mentiu para sua população… Mas vi autoridades fingirem que se vacinaram…
Vi autoridades proibindo uso de droga muito conhecida e segura… Mas as vi tomarem (e se auto prescreverem!!!) quando adoeceram…
Não vi ninguém chamar o Mandeta de genocida por ter dado a pior orientação possível de toda essa epidemia… Mas vejo muitos chamarem o presidente por não fazer lockdown, embora tenha sido facultado a prefeitos e governadores o combate a COVID de maneira que lhes parecesse melhor…
Não ouvi críticas incisivas e diárias sobre a compra de respiradores que não funcionaram, superfaturamento e nem de hospitais de campanha que não funcionaram… Mas vejo críticas ferozes por qualquer declaração do presidente…
Vi o presidente ser chamado de inabil por não negociar com o congresso… e depois de fazer concessões a este para poder governar…
Vi uma suprema corte legislar e governar, mas deixar caducar processos…
Não vi petistas/esquerdistas abandonarem o barco nem quando ficou PROVADO o quanto Lula tinha roubado… Mas vejo a direita conservadora diminuir seu apoio a um presidente que não rouba mas que não é politicamente correto…
Vi um presidente sozinho contra o mundo tentando repatriar sua floresta e acaber com a exploração estrangeira… Mas só vi noticiado que era um incendiário…
Não vi tanta indignação quando o filho do Lula se transformou de estagiário de zoológico a grande empresário… Mas vi discursos inflamados contra o Presidente porque seu filho teria feito a famosa “rachadinha” (aliás, incluída no estatuto do PT!)…
Vi pessoas serem presas por caminharem sem máscaras nas ruas e ameçadas de prisão para quem ousasse passar o Natal em família… Mas vi criminosos serem soltos para que pudessem passar com as suas…
Vejo uma parcela da população que não aceitou o resultado da eleição até hoje ser chamada de democrática e um presidente que luta para manter a liberdade individual, armar a população e diminuir o poder do estado ser chamado de fascista…
Vejo pessoas cujo estilo de vida é atacado pela esquerda que quer literalmente destrui-lo virando as costas para o único homem de coragem que apareceu por aqui para defender a família, o trabalho e a liberdade…
Aí eu te pergunto, inteligência: o que tu queres para a tua vida? Para a vida dos teus filhos? Que futuro tu achas que pode existir com Maias, Ciros, Haddads e Amoedos????
😳😳😳😳😳
Entendam de uma vez por todas que Bolsonaro não é a melhor opção… Ele é a ÚNICA opção!!!

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ex-Deputado Fraga reaparece e fala o que pensa sobre o DF e a pandemia
Propaganda

BRASIL POLÍTICA

Delegacias aplicarão questionário para traçar o grau de risco das vítimas de violência doméstica e familiar

Publicados

em

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Foi publicada no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira (6), a sanção da Lei 14.149, que institui o Formulário Nacional de Avaliação de Risco. A norma representa um avanço no atendimento e na proteção à mulher vítima de violência doméstica e familiar. No primeiro atendimento às vítimas das agressões nas delegacias de polícia, as autoridades deverão aplicar um questionário que permitirá traçar o grau de risco a que a pessoa está exposta.

A senadora Leila Barros (PSB-DF), que relatou a proposição que deu origem à Lei, comemorou a sanção sem vetos. “O formulário tem o potencial de agilizar a adoção das medidas protetivas. Além disso, padronizará o recebimento da denúncia. A implantação do questionário garantirá que elas contem suas histórias e recebam o amparo que precisam, evitando assim a sua revitimização, dessa vez em ambiente institucional”, explicou a primeira senadora eleita pelo Distrito Federal.

O questionário toma por base a experiência de países como Portugal, Austrália, Canadá, Reino Unido e Estados Unidos e foi concebido por meio de parcerias entre importantes instituições atuantes no enfrentamento à violência contra a mulher, contando com o apoio técnico da União Europeia e do Ministério Público. São ao todo 19 perguntas objetivas e 10 abertas. Após as respostas, será possível determinar o grau de gravidade de risco e avaliar as condições físicas e emocionais da mulher.

Leia Também:  Ex-Deputado Fraga reaparece e fala o que pensa sobre o DF e a pandemia

O Formulário já foi aprovado inclusive em ato normativo conjunto do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), cujo objetivo é mensurar o potencial de agravamento da violência doméstica. Com a Lei 14.149, que altera a Lei Maria Penha para tornar obrigatória a aplicação das perguntas nas delegacias, outros órgãos e entidades públicas ou privadas que atuem na área de prevenção e de enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher poderão também aplicar o questionário.

Fonte: Assessoria Sen Leila

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA