Comissão debate direitos dos pescadores artesanais na próxima semana

19/11/2021 – 11:36  

Igor Mota/Agência Pará

Deputado quer discutir desafios que pescadores artesanais vêm enfrentando

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na próxima quarta-feira (24) sobre o tema “Pescadores Artesanais – Direitos Humanos, Ambientais e Territoriais”.

O debate atende a requerimento do deputado Carlos Veras (PT-PE). “Os desafios para pescadores artesanais e suas comunidades tradicionais têm se agravado com o aprofundamento da crise econômica, social, política, sanitária e ambiental que o País atravessa. Por isso, entidades da sociedade civil organizam o Grito da Pesca Artesanal, que ocorrerá em novembro, em Brasília”, informa.

“Os pescadores questionam o cancelamento do Registro Geral de Pesca e o recadastramento que iniciou sem consulta aos pescadores e nem tem levado em consideração as realidades de acesso à internet”, diz Carlos Veras.

Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares:
– o representante do Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais (MPP) Florivaldo Mota;
– a secretária-executiva do Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), Ormezita Barbosa;
– a coordenadora da Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do Ministério Público Federal, Eliana Torelly;
– o representante da Defensoria Pública da União Alexandre Cabral;
– o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), José Carlos Oliveira; e
–  o secretário nacional de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Jorge Seif;

Leia Também:  Participantes de comissão geral criticam ações do governo para enfrentar pandemia de Covid-19

A audiência interativa está marcada para as 13 horas, no plenário 13. Os interessados podem acompanhar por meio do portal e-Democracia, enviando perguntas, críticas e sugestões aos participantes.

Da Redação – MB

Câmara Federal

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?