BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Covas diz que Boulos tomou espaço do PT por falta de renovação

Publicados

em


source
Bruno Covas
Andre Bueno / Camara de São Paulo

Bruno Covas (PSDB) candidato à reeleição em São Paulo

Candidato a reeleição em São Paulo,  Bruno Covas (PSDB) reforçou o antipetismo ao alegar que  Guilherme Boulos (PSOL) tem a mesma raiz que a do Partido dos Trabalhadores (PT). A declaração foi feita em uma entrevista para a Folha de São Paulo.

Covas disse ainda que Boulos é inexperiente e associado ao PT, mas não chamou o concorrente eleitoral de radical. O candidato afirmou que os paulistanos é que devem realizar o julgamento.

Uma selfie em que Covas aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), João Doria (PSDB) e o ministro Luiz Eduardo Ramos têm sido usada contra ele nas redes sociais. O candidato pelo PSDB afirmou que havia apenas “sido educado”.

Leia Também:  “Mate o Bolsonaro”, diz cartilha de radicais que despachavam do Lake Side

O apoio de Russomanno (Republicanos), apadrinhado de Bolsonaro, é visto com naturalidade por Covas .

Sobre o seu vice, Ricardo Nunes (MDB), apontado como inocente por Covas diante de suspeitas. Nunes mantém ligações com empresas fornecedoras de creches e covas diz que “é natural”, uma vez que Nunes “conhece todo mundo na região”.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

BRASIL POLÍTICA

Câmara pode votar nesta quinta-feira pena maior para maus-tratos de crianças e idosos Fonte: Agência Câmara de Notícias

Publicados

em

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Fonte: Agência Câmara de Notícias

A Câmara dos Deputados realiza sessão de votações nesta quinta-feira (15), às 10 horas, com nove itens em pauta. Entre eles, o Projeto de Lei 4626/20, do deputado Helio Lopes (PSL-RJ) e outros, que agrava penas para abandono de incapaz e maus-tratos de crianças, idosos e pessoas com deficiência.

“O projeto visa endurecer as penas para casos de abandono de incapaz, maus-tratos e exposição a perigo da integridade e da saúde, física ou psíquica, do idoso, da criança e de pessoas com deficiência, aumentando a punição para quem expuser essas pessoas a perigo ou submetê-las a condições desumanas ou degradantes”, explica o autor.

Segundo o texto, a pena de reclusão passa de 4 a 12 anos para 8 a 14 anos se as ações resultarem em morte.

Ao defender a urgência da proposta, Helio Lopes ressaltou que, no ano passado, desde o início da pandemia, houve um aumento de violência e maus-tratos contra o idoso de 59% e contra a criança de 48%. Esses dados foram obtidos pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Leia Também:  Bolsonaro: “Minha morte interessa a muita gente”

“Trago o exemplo da morte do menino Henry Borel, que acompanhamos, tristemente, com forte sentimento de impotência. Porém, infelizmente, esse não é um caso isolado. Temos diversos casos todos os dias de abusos e de maus-tratos contra crianças, idosos, pessoas com deficiência. São anônimos que não estampam os jornais, porém estão na grande maioria das estatísticas”, afirmou o deputado.

Ao aprovar o regime de urgência para o projeto, na sessão do Plenário desta terça-feira (13), os deputados fizeram 1 minuto de silêncio em memória das vítimas de abusos e maus-tratos.

Cultura

Entre as propostas em pauta está também o Projeto de Lei 795/21, do Senado, que reformula a Lei Aldir Blanc para prorrogar prazos de utilização de recursos repassados a título de apoio ao setor cultural em decorrência da pandemia de Covid-19.

Outro projeto pautado é o PL 5222/20, do deputado Luís Miranda (DEM-DF), que dispensa bombeiros e policiais militares de justificarem multas tomadas no exercício do trabalho com viaturas oficiais.

Fonte: Agência Câmara de Notícias   Link: https://www.camara.leg.br/noticias/746191-camara-pode-votar-nesta-quinta-feira-pena-maior-para-maus-tratos-de-criancas-e-idosos/

Leia Também:  STF: Congresso tem 5 dias explicar lei que permite missionários em área indígena

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA