BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Diplomatas são convocados para trabalho presencial: “Pandemia não é desculpa”

Publicados

em


source
Ministro das relações exteriores Ernesto Araújo
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Ministro das relações exteriores Ernesto Araújo

Uma mensagem encaminhada pelo embaixador Pedro Wollny, chefe de gabinete do ministro Ernesto Araújo  na última terça-feira (15) gerou indisposição entre secretários do Itamaraty .

Na mensagem encaminhada aos diplomatas que trabalham no ministério de relações exteriores , Wollny cobra que o trabalho seja presencial:

“É absolutamente VITAL que, ao menos em unidades chaves, como as secretarias, haja ao menos um diplomata operacional em horário comercial”, declarou, completando que “pandemia não é desculpa” para não ir ao local de trabalho, e usou seu gabinete de exemplo, “que trabalha com 100% do seu contingente presencial”.

Segundo a colunista Bela Megale, do Globo, a mensagem foi recebida como uma ordem pelos funcionários, que demonstram preocupação com a volta do trabalho presencial em um momento que o país atravessa uma segunda onda de casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Outro ponto levantado pelos diplomatas foi o uso do aplicativo de mensagens informal como o canal de transmitir o pedido ao invés de formalizar em uma portaria do ministério. Isso foi encarado como uma tentativa do chefe de gabinete se blindar de um desgate que a ordem formalizada traria.

“Acho que minha atitude é mais do que louvável. Como funcionários públicos, temos que dar o exemplo de procurar manter as atividades. Não acho que a pandemia é desculpa para todo mundo ficar trancado em casa. Se seguir o protocolo, ter cuidados, não há motivo para a pessoa não vir trabalhar”, declarou Pedro Wollny sobre o assunto.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL POLÍTICA

Câmara pode votar nesta quinta-feira pena maior para maus-tratos de crianças e idosos Fonte: Agência Câmara de Notícias

Publicados

em

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Fonte: Agência Câmara de Notícias

A Câmara dos Deputados realiza sessão de votações nesta quinta-feira (15), às 10 horas, com nove itens em pauta. Entre eles, o Projeto de Lei 4626/20, do deputado Helio Lopes (PSL-RJ) e outros, que agrava penas para abandono de incapaz e maus-tratos de crianças, idosos e pessoas com deficiência.

“O projeto visa endurecer as penas para casos de abandono de incapaz, maus-tratos e exposição a perigo da integridade e da saúde, física ou psíquica, do idoso, da criança e de pessoas com deficiência, aumentando a punição para quem expuser essas pessoas a perigo ou submetê-las a condições desumanas ou degradantes”, explica o autor.

Segundo o texto, a pena de reclusão passa de 4 a 12 anos para 8 a 14 anos se as ações resultarem em morte.

Ao defender a urgência da proposta, Helio Lopes ressaltou que, no ano passado, desde o início da pandemia, houve um aumento de violência e maus-tratos contra o idoso de 59% e contra a criança de 48%. Esses dados foram obtidos pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Leia Também:  Bolsonaro anuncia mais três mulheres para equipe de transição

“Trago o exemplo da morte do menino Henry Borel, que acompanhamos, tristemente, com forte sentimento de impotência. Porém, infelizmente, esse não é um caso isolado. Temos diversos casos todos os dias de abusos e de maus-tratos contra crianças, idosos, pessoas com deficiência. São anônimos que não estampam os jornais, porém estão na grande maioria das estatísticas”, afirmou o deputado.

Ao aprovar o regime de urgência para o projeto, na sessão do Plenário desta terça-feira (13), os deputados fizeram 1 minuto de silêncio em memória das vítimas de abusos e maus-tratos.

Cultura

Entre as propostas em pauta está também o Projeto de Lei 795/21, do Senado, que reformula a Lei Aldir Blanc para prorrogar prazos de utilização de recursos repassados a título de apoio ao setor cultural em decorrência da pandemia de Covid-19.

Outro projeto pautado é o PL 5222/20, do deputado Luís Miranda (DEM-DF), que dispensa bombeiros e policiais militares de justificarem multas tomadas no exercício do trabalho com viaturas oficiais.

Fonte: Agência Câmara de Notícias   Link: https://www.camara.leg.br/noticias/746191-camara-pode-votar-nesta-quinta-feira-pena-maior-para-maus-tratos-de-criancas-e-idosos/

Leia Também:  Com prazos apertados, Bolsonaro retoma a articulação política

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA