BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Pazuello volta à caserna de olho na carreira política no Amazonas

Publicados

em

Saída do Ministério da Saúde não afetou seu projeto: deputados dão como certa sua candidatura em 2022

O general Eduardo Pazuello já se incorporou ao Comando Militar da Amazônia, retomando a carreira militar no Estado que sonha governar.

A saída do Ministério da Saúde não afetou seu projeto político, segundo afirmam deputados estaduais amazonenses que dão como certa a sua candidatura, em 2022.

Mas afirmam que, para ele, seria “questão de honra” governar o Estado que foi acusado de negligenciar na crise de oxigênio. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A “mosca azul” picou Pazuello no período em que permaneceu na cidade de Manaus para resolver a crise do oxigênio.

O ex-ministro confia no eleitorado bolsonarista, que é forte no Estado, mas não conseguiu levar seu candidato a prefeito no 2º turno, em 2020.

Fonte: Diário do Poder
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O candidato à Presidência da República Alvaro Dias, compromete-se a engavetar a proposta de reforma da Previdência
Propaganda

BRASIL POLÍTICA

Nordeste tem quatro indicados para eventual chapa de Lula

Publicados

em

Foto: Agência Brasil

Nenhuma região do Brasil tem tantos candidatos a vice-presidente para Lula da Silva como o Nordeste.

A lista é encabeçada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PSCdoB) e conta também com o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), e agora aparece o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB).

 Rui Costa (PT), da Bahia – o maior colégio eleitoral da região – que deixa o Palácio de Ondina, é vez ou outra citado pelo núcleo próximo do ex-presidente.

Enquanto a campanha não vem, segue a grita do PT contra a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, por ter agendado para a quinta-feira análise em plenário do pedido de impugnação feito pela PGR da decisão do ministro Edson Fachin, que anulou as condenações de Lula. O partido informa, na nota, que o ministro e o STF sofrem pressão de setores contra sua decisão monocrática pró-Lula. Faltou dizer quem.

A despeito de o Supremo Tribunal Federal agendar para quinta-feira o pedido de impugnação da anulação das condenações de Lula da Silva, ele segue dando entrevistas à mídia estrangeira.

Fonte: Jornal de Brasilia
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  "Por que não apresentam documentação na Anvisa?", cobra Bolsonaro sobre vacinas
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA