BRASÍLIA

BRASIL DIVERSOS

Brasil de Bolsonaro: Balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 2,036 bilhões na terceira semana de julho

EXPORTAÇÕES – A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 2,036 bilhões na terceira semana de julho, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

O valor foi alcançado com exportações de US$ 6,275 bilhões e importações de US$ 4,239 bilhões.

No acumulado do ano, o saldo comercial é superavitário em US$ 41,790 bilhões. As exportações registraram aumento de 43,6% na média diária de julho ante o mesmo período do ano passado. 

PGR – Presidente Bolsonaro enviou ao Senado a proposta de recondução de Augusto Aras ao cargo de procurador-geral da República, para novo mandato de dois anos.

A recondução precisa passar por sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e por votação no plenário.  Para ser aprovado, o nome de Aras precisa de 41 votos favoráveis dos 81 senadores. Aras assumiu o comando do Ministério Público Federal (MPF) em setembro de 2019.

Na reabertura dos trabalhos legislativos, além de Augusto Aras, o Senado vai apreciar também a indicação do Advogado Geral da União, André Mendonça, para o Supremo Tribunal Federal. 

 

EMPRÉSTIMOS – Donos de pequenos negócios na indústria são os que têm mais dificuldade para obtenção de empréstimos no Brasil.

Leia Também:  CDDF em ação: O ano de 2021 começou diferente na cidade de Santa Maria

De acordo com a Sondagem das Micro e Pequenas Empresas, do Sebrae, 33% dos donos de micro e pequenas indústrias consideram o grau de exigência para concessão ou renovação de empréstimos bancários alto, 57,3% moderado e apenas 10% acreditam que é baixo.

Os empreendedores do setor de serviços veem o acesso a crédito de forma mais positiva. Para 25,6% deles, as exigências são altas e 14,6% consideram baixas. Para 59,8%, as exigências são normais.

No caso do comércio, para 75,7% dos empresários as exigências são normais.

 

BOLSA – Presidente Bolsonaro mostrou ontem a intenção de elevar para R$ 300,00 a Bolsa Família, atingindo 22 milhões de famílias.

O auxílio emergencial da pandemia permanece vigente até outubro deste ano.

 

AULAS – Ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que o Brasil não pode continuar com as escolas fechadas e que o retorno das aulas presenciais é uma “necessidade urgente”. A declaração foi feita em pronunciamento em rede nacional de rádio e TV.

“Estudos da Unesco, da Unicef e da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico apontam que o fechamento de escolas traz consequências devastadoras, como a perda de aprendizagem, do progresso do conhecimento, da qualificação para o trabalho e o aumento do abandono escolar. Sem falarmos das implicações emocionais” – disse o Ministro.

Leia Também:  Hyundai Ioniq virá ao Brasil com preço competitivo, diz jornal

Ele falou que se o MEC pudesse determinar o retorno das aulas presenciais, já teria feito. Porém, destacou que a decisão de fechamento das escolas ficou com os estados e municípios.

 

VACINAÇÃO – A primeira dose da vacina contra a Covid-19, no Brasil, foi aplicada em 91.085.077 pessoas, o que representa 43,01% da população.

Em todos os estados e no Distrito Federal, 34.913.375 pessoas (16,49% da população do país) já estão completamente imunizadas com a segunda dose ou com a dose única.

O Brasil registrou ontem 1.425 mortes pela Covid-19, elevando o total a 544.302.

OLIMPÍADA – Antes da abertura oficial da Olimpíada, a Seleção Olímpica Feminina do Brasil estreou hoje de manhã com impressionante vitória de 5×0 contra a China.  

ECONOMIA – Dólar fechou ontem a R$ 5,231, com queda de R$ 0,019 (-0,37%).

Índice Ibovespa, da Bolsa de Valores, atingiu 125.401 pontos, com alta de 0,81%.

Por RENATO RIELLA

COMENTE ABAIXO:

BRASIL DIVERSOS

Usuários de lentes de contato sofrem em tempo de seca

Publicados

em

Por

Devido à baixa umidade, acessório pode causar coceira, irritação e até lesões corneanas

 Comum na região Centro-Oeste nesta época do ano, a seca vem castigando os brasilienses. Além de aumentar o caso de alergias, causar mal-estar e ressecamento da pele, também gera desconfortos na visão, causando aumento de pacientes com síndrome do olho seco. O problema, entretanto, ficou ainda mais acentuado neste período de pandemia, quando muitos usuários de óculos trocaram esse acessório por um outro: a lente de contato, mais prática neste tempo indispensável do uso das máscaras de proteção facial.

Para quem se adapta bem, as lentes são uma ótima opção pois permitem uma visão total, já que acompanham o direcionamento olhos, proporcionando mais liberdade de movimento. Porém, durante este período do inverno aqui de Brasília, as lentes de contato podem ser uma fonte de irritação. Isso porque a baixa umidade do ar acarreta uma maior evaporação da lágrima, o que aumenta o atrito das lentes com a superfície ocular, o que pode provocar coceira, deixar os olhos constantemente vermelhos e causar, inclusive, lesões corneanas. “O incômodo é tamanho que muitos pacientes sequer conseguem usá-las. Alguns precisam de medicamentos para ajudá-los a aumentar a lubrificação dos olhos”, explica o Dr. José Geraldo Pereira, especialista em Estrabismo, Pterígio e Lentes de Contato Grupo Inob, uma empresa do Opty.

Leia Também:  Ancine ratifica decisão de diretores e veta projeto de filme sobre FHC

O especialista ressalta que para aliviar o desconforto, existem colírios apropriados: os vasoconstritores, com corticóides ou mesmo os lubrificantes. Mas é preciso ficar atento, apesar de serem facilmente adquiridos nas farmácias, colírios são remédios e só podem ser utilizados com indicação de um médico.  “Muita gente tem o hábito de pedir a indicação de um amigo ou mesmo usar o colírio que um familiar já está utilizando. Cuidado! Isso pode  outros problemas. Até mesmo aqueles lubrificantes, vendidos sem a necessidade de receita, só podem ser usados à vontade caso não tenham conservantes e o oftalmologista é quem vai orientar seu uso”, assegura.

Apesar da praticidade, as lentes de contato demandam cuidados especiais. Por estar em contato direto com o olho, elas podem provocar uma infecção, caso não sejam manuseadas de forma segura. Mais da metade dos casos de contaminação de córnea no mundo são causados pelo uso de lentes fora da validade, má higienização ou armazenamento incorreto. “É fundamental ter uma solução de limpeza específica e um estojo apropriado para armazená-las. Também é recomendado lavar as mãos com um sabonete bactericida antes de pegá-las. Nada de soro fisiológico, que não possui agentes de limpeza adequados para lubrificar e desinfetar as lentes, e nunca cuspa ou use água corrente na lente ou no estojo, pois ao invés de limpá-los você pode contaminá-los ainda mais. Outra recomendação é não dormir com as lentes, pois isso diminui a chegada do oxigênio por meio da lágrima, castigando muito a córnea”, avisa. “É importante frisar que a adaptação de lentes de contato é um ato médico. Só o especialista, no caso o oftalmologista vai indicar a melhor maneira de evitar este desconforto e usar suas lentes com toda segurança”, completa.

Leia Também:  Regularização do Residencial Mansões Paraíso, no Gama, é tema de audiência nesta sexta (11) às 19h

O Dr. José Geraldo ressalta que, no início da pandemia, o recomendado era abandonar as lentes de contato e usar os óculos. Isso porque imaginava-se que o processo de colocar e tirar a lente dos olhos poderia facilitar a transmissão da Covid-19, já que a doença também é propagada pelo contato com as mãos. Porém, o especialista assegura que não há evidências que atestem que o uso das lentes favoreça o contágio do novo coronavírus. “O asseio é fundamental para afastar o risco de contaminação, seja pelo coronavírus ou por partículas estranhas. Reforçando que com ou sem lentes, no dia a dia, devemos evitar o contato das mãos não higienizadas nos olhos. O segredo para manter seus olhos saudáveis é um só: higiene”, finaliza.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.