BRASÍLIA

BRASIL DIVERSOS

Eleição da Câmara será presencial no dia 1º de fevereiro

Publicados

em

Reunião para definir dia e formato da votação aconteceu nesta segunda-feira

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), confirmou nesta segunda-feira (18) que as eleições para o comando da Casa serão realizadas de forma totalmente presencial em 1º de fevereiro. A decisão foi tomada pela Mesa Diretora, com voto contrário de Maia.

A Casa estudava a possibilidade de voto virtual ao menos para os deputados do grupo de risco na pandemia de Covid-19, mas o bloco do candidato Arthur Lira (PP-AL), líder do Centrão, era contra. O Progressistas já havia questionado oficialmente a Câmara, inclusive, levantando suspeitas sobre ataques hackers.

Para resolver o imbróglio, a Mesa Diretora da Câmara foi convocada para reunião hoje para deliberar e definir o formato da eleição.

– Se decidiu por maioria, contra meu voto, não haver flexibilidade na votação presencial – disse Maia. Ele era a favor da flexibilização para os idosos e para parlamentares com comorbidades.

De acordo com Maia, em razão dessa decisão, 513 deputados e um total de ao menos 3 mil pessoas terão que comparecer à Câmara no dia da votação.

Leia Também:  STF, até onde vai o descaso com a população do nosso País

Ele lembrou a posse do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Fux, em que vários convidados, incluindo Maia, se contaminaram com Covid-19.

– Vamos trazer parlamentares de 27 estados em um momento de crescimento da pandemia – disse, destacando que a nova variante do vírus é mais contagiosa e letal.

A Mesa Diretora adiou a terceira decisão que deveria ter tomado sobre a validade das assinaturas de deputados suspensos do PSL, o que pode tirar o partido do bloco de Baleia Rossi (MDB-SP) e colocar a sigla no de Lira. A legenda é a segunda maior bancada da Casa.

VOTO IMPRESSO
Ainda sobre a eleição, Maia disse ter divergido da Mesa, mas que precisa respeitar o resultado.

– Eu achei que uma parte lá (Mesa), ia pedir voto impresso, contaminada pelo governo. Parece que vêm manifestantes defender candidato do governo e voto impresso já. Você vê que risco nós estamos correndo para 2022 – disse.

Maia afirmou ter certeza que o ministro do STF, responsável pelas eleições de 2022, Alexandre de Moraes terá bastante comando sobre o processo eleitoral.

Leia Também:  Qualificação da prorrogação antecipada da Malha Sul é formalizada por decreto

Grupos de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro organizam caravanas em direção a Brasília para pedir a eleição de Lira na presidência da Câmara. Para eles, o candidato é o único nome na disputa que pode levar adiante a adoção do voto impresso para as eleições presidenciais de 2022. O novo modelo de votação é bandeira de Bolsonaro.

*Estadão

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL DIVERSOS

Idosa de 63 anos é estuprada em casa: ‘Se tiver gostado, eu volto’

Publicados

em

Criminoso praticou os abusos durante 1 hora

Idosa de 63 anos foi estuprada em casa Foto: Reprodução

Uma mulher de 63 anos foi estuprada dentro da própria casa, em Cuiabá, na madrugada da última sexta-feira (5). De acordo com a vítima, um homem invadiu sua casa com uma faca por volta das 5h e a obrigou a ter relações sexuais com ele.

Segundo a idosa, ela estava dormindo quando foi acordada pelo agressor, que estava ao lado de sua cama. Ele tinha uma camisa tapando o rosto, estatura mediana, pele parda e porte “troncudo”.

Durante o estupro, que durou cerca de 1 hora, o criminoso segurou a faca contra o pescoço da mulher e a ameaçou. Após o abuso, o homem fez a vítima abrir a porta para ele. Ele disse ainda que “se ela tivesse gostado, ele voltaria”.

Depois que o agressor fugiu, a idosa pediu socorro aos vizinhos, que chamaram a polícia. Em seu depoimento, ela disse acreditar que ele pulou a janela do quarto para invadir a casa. A vítima também revelou que o criminoso contou que tinha 33 anos, que havia se divorciado há pouco tempo da esposa e vindo recentemente de Santa Catarina.

Leia Também:  Brasil vai exigir exame negativo de Covid para entrar no país

O caso foi registrado como estupro e ameaça.

Fonte: Pleno.News

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA