De iminente criação, o Estado do Tapajós ocupará uma área aproximada de 600 mil quilômetros quadrados,23 municípios, sendo a Capital a cidade de Santarém , o novo Estado vai nascer com um PIB -Produto Interno Bruto,de 18 bilhões de reais,PIB maior do Acre,Amapá e Roraima juntos.Além de trazer novas oportunidades econômicas,tal como aconteceu com o pleno desenvolvimento alcançados pelo Mato Grosso do Sul e Tocantins.O novembro Estado do Tapajós poderá eleger 8 Deputados federais,24 Deputados Estaduais e 3 Senadores da República.Levando em consideração a vontade de quase 100% dos tapajônicos de constituírem o novo Estado e uma nova política estratégia,de segurança e de integridade da Amazônia ao Brasil.Vão compor o Estado do Tapajós os municípios de Alenquer, Almerim, Aveiro,Belterra, Brasil Novo, Curuá, Faro, Itaituba, Jacareganga,Juruti, Medicilândia, Mojui dos Campos, Monte Alegre, Novo Progresso Progresso, Óbidos, Oriximiná, Placas, Placas, Prainha,Rurópolis,Santarém, Terra Santa, Uruará, e Trairão.

Vale salientar, que a região se movimenta por todos os lados,inclusive moradores de Belém e outras cidades vizinhas de Santarém. Existe também um movimento, para que aventureiros de outros Estados, venham a se candidatar como aconteceu durante o plebiscito, que paulistas já estavam transferindo os títulos eleitorais para a cidade de Marabá, esperando que fosse criado o Estado de Carajás, o que não aconteceu.

Leia Também:  Piquet, ao vivo: Estou feliz que a Fórmula 1 ‘largou essa Globolixo’

LUIZ SOLANO
O Repórter do Planalto