BRASÍLIA

CÂMARA DISTRITAL

Troca do nome da Ponte Costa e Silva por Honestino Guimarães é aprovada em primeiro turno

Publicados

em

Foto: Lúcio Bernardo Jr/ Agência Brasília

CLDF realizou audiência pública para debater a mudança de nomenclatura da Ponte conforme determina lei específica. Autor do projeto diz nome atual “homenageia período obscuro da história do país”

O projeto de lei nº 1.697/21 – que altera o nome da Ponte Costa e Silva, sobre o Lago Paranoá, para Ponte Honestino Guimarães – foi aprovado em primeiro turno pelo plenário da Câmara Legislativa nesta quarta-feira (20). A mudança foi tema de audiência pública em junho passado, conforme determina lei específica, e ainda precisa ser apreciada em segundo turno.

Honestino Guimarães foi um líder estudantil morto pelo regime militar em 1973. O autor do pedido de alteração do nome da ponte, deputado Leandro Grass (Rede), destacou que a nomenclatura atual homenageia um símbolo do período obscuro da história do Brasil, e lembrou haver uma lei que proíbe que bens públicos recebam o nome de torturadores ligados à ditadura.

O PL recebeu 13 votos favoráveis e quatro contrários, dos deputados Delmasso (Republicanos), Martins Machado (Republicanos), Iolando (PSC) e Reginaldo Sardinha (Avante).

Leia Também:  PTB do DF tem novo comandante, Fadi Faraj

Denise Caputo – Agência CLDF

COMENTE ABAIXO:

CÂMARA DISTRITAL

Deputados distritais comemoram primeira década do Hospital da Criança

Publicados

em

Por

Foto: Vinícius de Melo/Agência Brasília

Ao completas dez anos, o Hospital da Crianças é parabenizado pelos distritais

A primeira década de funcionamento do Hospital da Criança de Brasília (HCB), que leva o nome do ex-vice-presidente da República José Alencar, foi comemorada pelos deputados distritais na sessão ordinária desta terça-feira (23). Parlamentares de vários partidos se sucederam em elogios à unidade de saúde. O primeiro a lembrar os dez anos do HCB foi Agaciel Maia (PL) que falou do orgulho de se considerar um “colaborador do Hospital”.

Na presença de gestores do HCB que compareceram ao plenário da CLDF, o deputado lembrou as ações iniciadas pela Abrace que culminaram na construção do hospital pediátrico. O parlamentar citou números “que comprovam o sucesso da iniciativa”. Também observou que ali se realizam procedimentos de média e alta complexidade e falou dos recursos que destinou por meio de emendas ao orçamento do DF, usados para ampliação e aquisição de equipamentos de ponta, entre outras medidas.

O deputado Iolando (PSC), que presidia a sessão no momento da homenagem, também cumprimentou os gestores do HCB presentes e parabenizou-os pelo trabalho desenvolvido na unidade hospitalar. Por sua vez, Leandro Grass (Rede) evidenciou a “transparência e, principalmente, a responsabilidade dos profissionais” no atendimento de crianças e adolescentes. Ainda salientou a atenção à ciência e à tecnologia, bem como saudou os profissionais – cerca de 1,5 mil – e os voluntários que atuam no local.

Leia Também:  Itapoã vai ganhar escola para 800 alunos

Na avaliação da deputada Arlete Sampaio (PT), “são dez anos de excepcionais serviços prestados”. A distrital destacou a experiência administrativa do hospital que, segundo ela, em tudo difere da gestão das unidades sob o comando do Iges-DF. “Continuem esse trabalho maravilhoso, dignificando o Hospital da Criança de Brasília”, incentivou, desejando “parabéns e vida longa” ao HCB.

Já o deputado Chico Vigilante (PT) considerou o Hospital da Criança um exemplo do que deveria ser a saúde publica no Brasil. Também parabenizou o corpo funcional e frisou que está destinando “recursos mais robustos no orçamento do ano que vem”, por meio de emenda parlamentar, para serem empregados na unidade de saúde. Em seguida, o deputado Jorge Vianna (Podemos) observou que o HCB já realizou inúmeras “intervenções importantes” em prol da saúde dos jovens do Distrito Federal.

Mais Saúde

Os distritais trataram de outros temas relacionados à saúde púbica do DF. Leandro Grass levou ao plenário denúncia sobre um novo caso de acúmulo de cargo no Iges-DF. Um servidor da representação da prefeitura de Manaus em Brasília, segundo o parlamentar, é, ao mesmo tempo, funcionário do Instituto de Gestão.

Leia Também:  Saúde vai vacinar mais 18 mil profissionais de educação a partir desse sábado (26)

A deputada Arlete Sampaio sugeriu que o GDF faça uma campanha publicitária para ajudar a convencer os cerca de 300 mil brasilienses que não se vacinaram contra a Covid-19 a procurarem os postos e se imunizarem. Ainda demonstrou preocupação com o crescimento da taxa de transmissão da doença no DF. “O governador precisa ficar atento aos números, para não ocorrer aqui o que está acontecendo em outros países”, alertou.

Enquanto a deputada Júlia Lucy (Novo) reclamou das dificuldades de atendimento na rede pública de saúde a mulheres grávidas que precisam de pré-natal ou atendimento para os recém-nascidos. “As pessoas estão sofrendo”, lamentou. Defendeu ainda que seja discutido o critério de “territorialidade” que tem impedido que pessoas de determinada região sejam atendidas em outras localidades.

Marco Túlio – Agência CLDF

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.