Fiat atrasa projetos por falta de semicondutores no Brasil

Fiat atrasa projetos por falta de semicondutores no Brasil

Antes foi a Covid-19, agora é a falta de semicondutores e outros componentes que afetam o progresso da Fiat no Brasil. Líder de mercado, a marca italiana mantém um atraso de seis meses no lançamento de novos produtos e início de projetos localizados por causa da pandemia.

No entanto, a falta de peças e componentes também impede que a montadora avance não só em produção, mas também na aplicação dos recursos do investimento de R$ 8,5 bilhões até 2024.

Embora seja a líder e tenha vários modelos entre os mais emplacados do país, a Fiat também reduziu o ritmo de produção. Antônio Filosa, CEO da Stellantis na América Latina, lamenta que a falta dos componentes impeça a expansão da produção.

Fiat atrasa projetos por falta de semicondutores no Brasil

Ainda assim, a montadora está contente em ter seu polo automotivo com diversos fornecedores no entorno da fábrica, o que reduz o risco de desabastecimento de insumos, mas ainda assim, os semicondutores vêm de fornecedores globais.

Leia Também:  Tata Punch é outro pequeno peixe indiano no grande rio de SUVs

Por ora, a marca inicia produção em Betim do Pulse, seguido de um segundo crossover em 2022. Até o final do ano, a fábrica mineira deve ganhar mais espaço com o fim da produção do Grand Siena, Uno e Doblò.

Isso permitirá ampliar os volumes dos carros que estão vendendo, em especial do Cronos, que pode até ter um complemento nacional com motor 1.0 Firefly de até 77 cavalos para ocupar o lugar do Grand Siena.

Além disso, sem o Uno, Argo e Mobi ganharão mais espaço. Aliás, o pequeno subcompacto deve ganhar uma nova geração mais adiante, provavelmente entre 2024 e 2025, embora as margens de lucro possam ser preocupantes em carros baratos.

Com a Fiorino atualizada, a plataforma do Uno deve seguir adiante até meados da década, levando assim o Mobi com ele. Mas, será o quarteto sobre as bases MP1 e MLA que serão os principais players da Fiat por aqui.

[Fonte: Diário do Comércio]

AUTOMOTIVO

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?