BRASÍLIA

CARROS E MOTOS

Jeep Grand Cherokee 2022 chega em nova geração nos EUA

Publicados

em

Jeep Grand Cherokee 2022 chega em nova geração nos EUA

A quinta geração do Jeep Grand Cherokee surgiu no mercado americano e em breve estará também no Brasil. O SUV premium traz inovações e novidades importantes, como a versão Trailhawk, s suspensão pneumática Quadra-Link, nova barra estabilizadora, cluster digital, multimídia com tela grande e tela de entretenimento da Amazon.

Assim como o Grand Cherokee L, o Novo Grand Cherokee 2022 traz um layout em sintonia com os irmãos da marca, com faróis full LED escurecidos, luzes diurnas em LED renovadas e lanternas em LED mais eficientes. Com entre-eixos menor que o “L”, o SUV americano traz ainda teto em cor contrastante e colunas D destacadas.

Jeep Grand Cherokee 2022 chega em nova geração nos EUA

Na traseira, as lanternas em LED afiladas dão mais leveza ao conjunto. Por dentro, o SUV tem painéis de portas e o conjunto frontal semelhantes aos do “L”, porém, a tela de entretenimento de 10,1 polegadas no lado do passageiro, que possui somente programação da Amazon.

Ao centro, a multimídia Uconnect 5 tem tela de 10,25 polegadas. Já o cluster digital tem 12,3 polegadas. No Grand Cherokee 2022 o ar condicionado tem quatro zonas e painel digital atrás, além de duas telas de entretenimento auxiliares nos encostos dianteiros, ampliando a diversão a bordo.

Leia Também:  Chevrolet Cruze tenta se mostrar ‘vivo’ em uma categoria à beira da extinção

Jeep Grand Cherokee 2022 chega em nova geração nos EUA

O acabamento interno segue o padrão do “L” e vem ainda com sistema de som McIntosh, bem como bancos climatizados e ajustáveis eletricamente. O SUV traz ainda nova suspensão Quadra-Link pneumática, que permite elevar o vão livre até 287 mm.

Podendo atravessar cursos d’água de 610 mm, o Novo Grand Cherokee tem três opções de tração 4×4: Quadra-Trac I, Quadra-Trac II e Quadra-Drive II, além de diferencial de deslizamento limitado eletrônico (eLSD) traseiro e sistema de controle de tração Selec-Terrain.

Jeep Grand Cherokee 2022 chega em nova geração nos EUA

Na mecânica, vem com a nova versão híbrida plug-in 4xe com motor Hurricane 2.0 com motor elétrico traseiro e 380 cavalos, tendo ainda 64,7 kgfm. Tem autonomia de 40 km no modo elétrico e total de 708 km. O V6 3.6 Pentastar está presente com 293 cavalos e 35,9 kgfm. Já o HEMI V8 5.7 de 362 cavalos e 53,6 kgfm é o topo de linha. A transmissão automática tem oito marchas.

Jeep Grand Cherokee 2022 – Galeria de fotos

AUTOMOTIVO

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CARROS E MOTOS

Sem Uno, Grand Siena e Doblò, Fiat ficará enxuta

Publicados

em

Por

Sem Uno, Grand Siena e Doblò, Fiat ficará enxuta

Dezembro chegou e a Fiat se prepara para encerrar a carreira de três veteranos de seu portfólio, que ficará mais enxuto e moderno. Os modelos Uno, Grand Siena e Doblò deixarão as linhas de produção de Betim para virar história.

O Uno sai de cena após mais de 10 anos de mercado nacional para deixar o caminho livre para o Mobi, que vem tendo grande volume de vendas ao lado do Argo. Pressionado por estes dois, o antigo hatch compacto não tem para onde correr.

Com o aumento dos custos, agora não é mais viável converter o Uno em um SUV subcompacto, visto que o Pulse assumiu bem uma posição com preços a partir de R$ 79.990.

Sem Uno, Grand Siena e Doblò, Fiat ficará enxuta

Assim, um novo Fiat Uno não faria sentido, especialmente se o mesmo se destinasse a substituir o Mobi. Como este último de fato tomou-lhe o lugar, mostrando que ainda há espaço para hatch barato, o Uno fica numa sinuca de bico.

Como se sabe, o Uno sairia de linha na mesma época do VW up!, mas a Fiat decidiu prolongar sua produção para manter o ritmo de Betim, afetada pela pandemia e falta de semicondutores.

Leia Também:  Ford divulga teasers de cinco conceitos do Focus ST 2013

Tal como ele, o Grand Siena também garantiu a manutenção da produção, mas já não é mais um player necessário no segmento, ainda mais com o Cronos em boa forma.

Sem Uno, Grand Siena e Doblò, Fiat ficará enxuta

O sedã compacto garantiu a manutenção dos motores Fire 1.0 e 1.4, sendo a opção mais indicada para motoristas de aplicativo ou taxistas. Com a chegada do Cronos, já deveria ter dito adeus, mas foi mantido para dar volume ao complexo mineiro, agora grande demais.

Diferente do Uno, que sairá sem sucessor e do Grand Siena, que já tem no Cronos seu substituto, a Doblò deverá passar para a próxima geração em comunalidade com os modelos Peugeot Partner e Citroën Berlingo, que terão novos modelos feitos em El Palomar.

Sem eles, a Fiat concentrará seus esforços (e volumes) no Pulse, assim como no próximo irmão, o projeto 376. Argo, Mobi e Fiorino – que atualizará no dia 3 – também garantirão volumes para Betim, enquanto a Toro fica em Pernambuco.

O Cronos continuará vindo da Argentina, com Fiat Scudo do Uruguai e a próxima Doblò da Argentina, além da Ducato feita no México.

Leia Também:  Projeção: Novo Opel Astra deve ganhar versão Cross

AUTOMOTIVO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.