BRASÍLIA

CARROS E MOTOS

MP 1063: Emendas para carros a diesel e postos sem frentista

Publicados

em

MP 1063: Emendas para carros a diesel e postos sem frentista

A MP 1063 trata da venda direta de etanol hidratado dos produtores para as redes de postos de combustíveis, assim como de importadores e a autorização de venda de combustíveis de marcas diferentes num posto de bandeira.

Mas, a Medida Provisória de autoria da Presidência da República anda recebendo diversas emendas para sua modificação. Na MP 1063, existem 73 propostas de alterações na lei.

Desde textos contra parte das resoluções da MP, alegadamente citando prejuízos ao setor de distribuição de combustíveis, mudanças na tributação de PIS/Pasep e até incentivos fiscais aos produtores de etanol e biodiesel, por exemplo.

Naturalmente, nem todas as propostas serão aprovadas e acabarão numa gaveta qualquer, mas duas delas chamam atenção, ambas de autoria de Kim Kataguiri (DEM-SP).

VEJA TAMBÉM:

A emenda 18 do deputado paulista, prevê o operação parcial ou integralmente automatizada no serviço de venda de combustíveis, podendo o posto assim, eliminar o frentista.

Popular em países como os EUA, o self-service na hora de abastecer, reduziria os custos dos postos e o preço dos combustíveis.

Leia Também:  Fiat Pulse mostra parte do interior em flagrante

MP 1063: Emendas para carros a diesel e postos sem frentista

Kataguiri justifica: “ocorre que um dos fatores que contribuem para a formação de preços é o fato dos
postos de combustíveis terem que usar a mão de obra de frentistas, coisa que não ocorre em outros países, em que há os chamados postos “self service”. A Lei 9.956 obriga os postos de combustíveis a utilizarem frentistas, encarecendo os custos do posto e, consequentemente, do combustível”.

Já a emenda 19, trata da liberação de venda de carros de passeio movidos por óleo diesel, colocando-os no mesmo patamar dos carros a álcool, gasolina e flex.

Em outras palavras, trata-se da liberação de siglas como Multijet, TDI, BlueHDi, CRDi,. entre outras… No texto, a emenda 19 diz: “Art. 96-A. Os veículos de tração automotora poderão ter como combustível a gasolina, o etanol ou o óleo diesel, independentemente da sua espécie ou categoria.”

Nesse caso, a regra de utilitários com tração 4×4 ou picapes com capacidade acima de 1 tonelada de carga, deixa de existir. Ele justifica: “Na década de 70, por causa da crise do petróleo, proibiu-se a comercialização de veículos de passeio movidos a diesel. A situação atual, porém, é completamente diferente e a proibição não mais se justifica. Diversos países usam o diesel para veículos de passeio, inclusive por conta de questões ambientais. Ademais, a autorização para o uso do diesel pode tornar o combustível mais barato, aliviando a presente crise inflacionária”.

Leia Também:  Os carros usados mais vendidos em agosto de 2021

[Fonte: Congresso Nacional]

AUTOMOTIVO

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CARROS E MOTOS

Toyota apresenta linha 2023 do Yaris ainda em janeiro de 2022

Publicados

em

Por

Toyota apresenta linha 2023 do Yaris ainda em janeiro de 2022. Fotos: Toyota.

Tanto o hatch, quanto o sedã, recebe o primeiro facelift – mesmo que leve – de meio de geração, além de novos itens tecnológicos

Assim como fez com a família Corolla, a Toyota já apresenta a linha 2023 do Yaris ainda na segunda semana de janeiro de 2022. Segundo a marca, a “pressa” se deve ao fato do modelo se alinhar ao Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve) L7 e, por isso, ela resolveu adiantar as versões do ano seguinte.

Com a aposentadoria do Etios, o Yaris assumiu o posto de modelo de entrada da japonesa no Brasil, mesmo que o preço não seja nada de entrada. O hatch parte de R$ 92.190 e o sedã de R$ 96.390. A nova linha chega com visual levemente redesenhado e novos itens tecnológicos, mas sem alterar o defasado motor 1.5 aspirado.

Toyota Yaris Sedan 2023

A dianteira foi levemente redesenhada e a grade ficou ainda maior.

Além das mudanças estéticas da lista de equipamentos, o Yaris 2023 que chega ainda neste mês nas concessionárias da marca, estará mais enxuto. Tanto o hatch quanto o sedã contará apenas com três versões: XL (R$ 92.190 e R$ 96.390), XS (R$ 101.490 e R$ 104.990) e XLS (R$ 112.690 e R$ 116.990).

Leia Também:  EdisonFuture EF1-T dá as caras como rival da Cybertruck

Na parte visual, as alterações são bem discretas. Na dianteira, foca mais o para-choque que, mesmo redesenhado, mantém o mesmo estilo mas com uma pegada mais esportiva. Assim como a grade, que está um pouco maior e conversa melhor com os faróis, com luz de circulação diurna e de neblina em LED.

Toyota Yaris 2023

O interior praticamente não foi alterado.

Por dentro, as mudanças foram ainda mais acanhadas, focadas no revestimento dos bancos em cinza nas versões XL e XS. Além disso, todas contam com central multimídia de sete polegadas compatível com Android Auto e Apple CarPlay e a topo de linha, a XLS, ganha um pequeno display no painel de instrumentos.

Em relação a lista de equipamentos, as principais novidades estão nos itens de segurança. Focados nas versões XS e XLS, ele conta com sistema de pré-colisão (que emite um alerta sonoro e visual ao motorista, além de fornecer uma carga extra no sistema de frenagem) e alerta de evasão de faixa, que avisa quando o motorista sai da faixa de rolagem sem ligar as setas.

Toyota Yaris 2023

A motorização não foi alterada, mas adaptada para atender ao Proconve L7.

O Yaris ainda conta, de série em todas as versões, com sete airbags (um de joelho, dois frontais, dois laterais e dois de cortina), controles de tração e estabilidade e assistente de partida em rampa.

Leia Também:  Tabela de desconto de carros CNPJ (2021)

Ainda na lista de equipamentos, as opções XS e XLS contam com ar-condicionado automático e digital, chave sensorial para abertura das portas e partida do motor, câmera de ré e a topo de linha conta com espelho retrovisor interno eletrocrômico e teto solar elétrico.

Toyota Yaris hatch 2023

Toyota Yaris hatch 2023.

A motorização recebeu ajustes apenas na questão de emissões de poluentes para poder se enquadrar no Proconve L7, a potência permanece a mesma. Ou seja, os Yaris contam com o antiquado 1.5 aspirado de 110 cavalos e 14,9kgfm de torque, aliado à transmissão automática CVT com sete marchas simuladas e modos Eco e Sport e direção elétrica.

Toyota Yaris Sedan 2023

Toyota Yaris Sedan 2023
Toyota Yaris Sedan 2023

Toyota Yaris Sedan 2023
Toyota Yaris Sedan 2023
Fonte: Diário do Poder
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.