Renault Kwid elétrico chega em agosto por R$ 143 mil; preço compensa?

O Kwid é um dos carros mais populares do Brasil. Hoje, o hatch francês é veículo 0km mais barato do País. E depois de passar por uma reestilização, o modelo ganhou uma versão bastante interessante. Estamos falando do Kwid E-Tech (Renault Kwid elétrico). O veículo chega para ser mais um carro elétrico da marca. Mas o preço cobrado por ele compensa?

Renault Kwid elétrico
Vale a pena comprar um Renault Kwid E-Tech? Veja aqui! (Foto Divulgação/Renault)

Vale a pena comprar um Renault Kwid elétrico? Veja aqui!

Este segmento dos carros elétricos vem crescendo consideravelmente aqui no Brasil. Nos últimos meses, vários modelos inéditos foram lançados. E hoje iremos falar de mais um veículo 100% elétrico da Renault. O Kwid E-Tech foi lançado no começo deste mês e tentará repetir o sucesso das versões a combustão.

Renault Kwid E-Tech (Foto Divulgação/Renault)

Hoje, o Kwid é um dos carros mais vendidos do mercado. De acordo com dados da Fenabrave, o modelo teve 11.402 unidades vendidas entre janeiro e o fim de março. Mas a estratégia aparentemente será a mesma. Do mesmo modo que o modelo a combustão é um dos mais baratos, o Renault Kwid elétrico é um dos carros elétricos mais em conta.

O carro está custando a partir de R$ 142.990. Ele roubou o posto de veículo 100% elétrico mais barato do Brasil do JAC E-JS1, que custa a partir de R$ 164.900. Sem falar que custa menos que o Zoe. No entanto, ele ainda briga com carros mais desejados, como os SUVs.

No entanto, apesar do preço ainda estar longe do ideal, o veículo pode ser uma boa opção para quem busca um carro prático para circular pela cidade. Afinal, ele possui alguns atributos interessantes. Começamos falando do design do carro.

Leia Também:  Rivian: sem vender carros, empresa é a maior dos EUA

A dianteira é a mesma do Kwid a combustão, que foi reestilizado no começo deste ano. Uma diferença é que ele traz uma grade inteiriça. O para-choque possui um design interessante. Enquanto isso, o conjunto óptico está separado em duas seções.

Enquanto as luzes de condução diurna (em LED) estão próximas à grade, o farol principal está um pouco mais abaixo. Olhando o carro de lado, é possível ver as rodas e as faixas na parte inferior das portas. Na traseira, o destaque vai para a presença do skid plate. Já o interior traz alguns detalhes prateados e outros em preto brilhante. ,

Um outro atributo que pode agradar é a sua praticidade. Este carro possui um porta-malas de 290 litros, por exemplo. Este número é maior que o bagageiro do JAC E-JS1. Ele pode chegar até 1.100 litros, se o banco traseiro for rebatido. Sem falar que o carro ainda possui uma lista de equipamentos bastante interessante.

Renault Kwid E-Tech traz, por exemplo, uma central multimídia de sete polegadas (Media Evolution). Você pode emparelhar seu smartphone por meio do Android Auto ou pelo Apple CarPlay. Podemos destacar ainda a presença de alguns itens de segurança, como os seis airbags, o controle eletrônico de estabilidade e os freios ABS com BAS.

Leia Também:  BMW festeja alta no Brasil e estuda novos modelos nacionais

Este carro ainda vem com direção elétrica, câmera de ré, sensor de estacionamento, assistente de partida em rampa, alerta de pressão de pneus, ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros (e traseiros) e entre outros.

Conjunto mecânico

Agora falaremos do motor do Renault Kwid elétrico. O carro está equipado com um motor elétrico que pode gerar uma potência máxima de 65 cv (48 kW) e um torque máximo de 11,5 kgfm. Os números de velocidade máxima e de aceleração não foram divulgados. O motor é alimentado por uma bateria de 26,8 kWh.

Já a autonomia pode variar entre 265 km (ciclo misto) e 298 km (ciclo urbano). De acordo com a montadora, se você usar um carregador DC, a bateria do carro pode passar de 15% para 80% em 40 minutos.

Ela ainda diz que o custo do quilometro rodado do carro (R$ 0,06) é de menor que um veículo térmico equivalente (R$ 0,48). Isso considerando o preço médio da gasolina (R$ 7,30) e o valor médio de 1kWh (R$ 0,66). 

Conclusão

Renault Kwid elétrico
Renault Kwid E-Tech (Foto Divulgação/Renault)

Assim sendo, o Renault Kwid elétrico chega para tentar fazer sucesso em um mercado em ascensão. Mesmo custando quase R$ 143 mil, uma faixa de preço bastante disputada, ele surge como uma boa opção para quem procura um carro elétrico. Este automóvel oferece bons atributos, como sua lista de equipamentos e sua eficiência.

Fonte: Terra

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?