BRASÍLIA

CARROS E MOTOS

Tempo entre captação e venda de carros usados no DF dobrou na pandemia

Publicados

em

Em janeiro, as concessionárias mantinham seus veículos nos pátios por 36 dias, em média; em maio, chegou a 79, segundo estudo da MegaDealer

FOTO: FREEPIK

Em janeiro deste ano, o governo da China designou uma equipe de médicos especialistas para investigar o início de uma pandemia assustadora, a do novo coronavírus. As concessionárias de automóveis do Distrito Federal mantinham seus carros no estoque, naquele mês, por 36 dias (média). Esse era o tempo médio entre a captação e a venda de um carro usado.

Em março, o presidente da República, Jair Bolsonaro, começou a minimizar a pandemia, com várias declarações do tipo “É uma gripezinha”. Em maio, com o auge do isolamento social, o estoque das concessionárias do Distrito Federal já não girava por 79 dias.

Segundo o Estudo de Performance de Veículos Usados (PVU) 2020, produzido pela empresa de consultoria e pesquisa de mercado MegaDealer, em parceria com a startup AutoAvaliar, em todo o país, esse período bateu nos 69 dias em maio – aumento de mais de 60% na comparação com os 42 dias de março, mês em que teve início a quarentena.

Leia Também:  Salão de São Paulo cresce e ganha importância no cenário mundial

E o Centro-Oeste, segundo a pesquisa, foi uma das regiões mais prejudicadas pela pandemia. O período de estadia dos automóveis nos estoques das concessionárias já chega a 62 dias na região.

O trabalho apontou que, entre e março e maio deste ano, 45.147 veículos foram avaliados pelas concessionárias locais – que efetivaram 8.146 captações. Neste mesmo período, o lucro médio bruto por cada veículo chegou a R$ 5.072, com uma margem de lucro média de 10,8%.

Mas a margem bruta em maio retornou para um patamar superior a 11% e o preço médio de venda no mês chegou a R$ 46.134 por unidade, o mais alto no ano.

Os números foram obtidos a partir de 650 mil operações analisadas em mais de 2 mil concessionárias. A média de 2019 apontava mais de 153 mil avaliações e 41 mil captações por mês; em abril de 2020, esses números haviam caído, respectivamente, para 38,1 mil e 11,3 mil.

Leia Também:  Versões de Novo Uno e Strada ganham ABS e airbags

A partir de maio, com a flexibilização da quarentena, reabertura parcial das concessionárias e Detrans, as avaliações subiram para 80 mil; as captações, para 19 mil.

Postagem: http://temporarioegnews.com.br

Fonte: Metropoles

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CARROS E MOTOS

Caoa Hyundai convoca proprietários de i30, Elantra e Santa Fé para recall

Publicados

em

O problema foi diagnosticado no circuito elétrico do módulo do sistema ABS

A Hyundai, por meio do grupo Caoa, convoca os proprietários de i30 (fabricados entre 2007 e 2010), Elantra (produzidos de 2006 a 2007) e Santa Fé (fabricados entre 2005 e 2009), para recall por problemas no circuito elétrico do módulo do sistema ABS.

A montadora informa que pode haver infiltração de umidade no circuito causando curto-circuito que poderá, consequentemente, provocar incêndio no compartimento do motor, podendo ocasionar acidente com possíveis lesões aos ocupantes do veículo ou terceiros.

Os proprietários dos modelos envolvidos deverão agendar atendimento em uma das concessionárias da marca para substituição do Kit Relé do PCB. O início dos reparos está previsto para começar em 15 de março. Mais informações no site da marca ou pelo telefone 0800-770-3355.

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Salão de São Paulo cresce e ganha importância no cenário mundial
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA