Toyota e Suzuki terão SUV híbrido de baixo custo para emergentes

Toyota e Suzuki terão SUV híbrido de baixo custo para emergentes

A parceria entre Toyota e Suzuki foi ampliada na Índia, mas seu alcance não será local. Segundo algumas fontes, as duas montadoras aprofundaram a associação para desenvolver um SUV híbrido de baixo custo que poderá ter ainda uma versão 100% elétrica.

O alvo do produto são mercados emergentes, onde o preço é um fator determinante para o sucesso ou o fracasso de um produto de volume. Tocado há mais de um ano, o projeto será materializado na Índia no segundo semestre de 2022 e muitos acreditam ser um modelo da Suzuki com tecnologia da Toyota.

Isso porque o Raize, SUV subcompacto da Toyota, não é cotado para ir à Índia, onde a Maruti (subsidiária da Suzuki) tem mais de um modelo que a Toyota pode usar para atingir consumidores da faixa dos 4 metros, mas o foco na eletrificação vai gerar um produto diferente deste.

Toyota e Suzuki terão SUV híbrido de baixo custo para emergentes

Segundo o Time of India, o projeto local terá um produto da Maruti sendo feito numa fábrica da Toyota e não o contrário. Além disso, o foco é atingir concorrentes como Hyundai Creta, Kia Seltos e Volkswagen Taigun. Então, nesse caso, o SUV híbrido da Toyota-Suzuki se parecerá mais com o Yaris Cross europeu.

Leia Também:  É possível 'ressuscitar' os mamutes para combater as mudanças climáticas?

A manobra é lógica, dado que será um produto de maior valor agregado, mas com custo menor para gerar margem satisfatória para as duas marcas. Até agora, falou-se muito no Raize para mercados como o Brasil, enquanto a Índia tem o Urban Cruiser da Toyota, que é um Maruti Brezza (um Suzuki Vitara menor).

Na Alemanha, o jornal Automobilwoche fala em um produto para países emergentes, o que amplia o alcance do projeto indiano, que não pode ser desmerecido, visto que foi de lá que veio o Etios, ainda produzido em Sorocaba.

Toyota e Suzuki terão SUV híbrido de baixo custo para emergentes

Ainda que feito para a Europa, o Yaris Cross mede 4,18 m e tem 2,56 m de base, mas sua plataforma é a GA-B (TNGA). Se a solução DNGA estiver sendo aplicada ao projeto indiano, ele poderá reduzir os custos para regiões como o Brasil. Em design e proposta, este crossover parece melhor que o discreto Raize, especialmente agora com o Fiat Pulse desafiando meio mundo…

Já na hibridização, a tecnologia a ser aplicado no projeto Toyota-Suzuki deverá certamente considerar a flexibilização, visto que a Índia irá na direção do carro flex. Por aqui, algo que seja mais em conta que o conjunto usado pelos Corollas, será mais aceitável para o financeiro da Toyota. Não estamos falando de preço…

Leia Também:  Detran-DF lança Programa Cidadania no Trânsito para alunos de escolas públicas do DF

[Fonte: Automobilwoche/TOI]

AUTOMOTIVO

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?