Pré-candidato a Presidência da República Pablo Marçal (PROS), reune-se com Embaixadores Africanos e jornalistas de Brasília

Pablo Marçal (PROS) realiza encontro inédito com Embaixadores Africanos

Pablo Marçal (PROS) realizou um encontro inédito com Embaixadores Africanos nesta quarta-feira, dia 15, em Brasília. O pré-candidato reafirmou seu compromisso também com outros países, com a  União Européia, América Latina e Mercosul para estreitar alianças internacionais. Pablo Marçal (Pros) é pré-candidato a Presidencia da República

Estiveram presentes, 14 Embaixadores de países da África, também parlamentares, autoridades e imprensa, no espaço do Restaurante Coco Bambu, no setor de Clubes Sul, em Brasília.

Pablo Marçal (PROS)  apresentou aos embaixadores o plano de governo voltado às relações internacionais com o continente africano para estreitamento das relações políticas e econômicas entre África e Brasil.  Marçal também ouvirá sugestões dos representantes de cada embaixada, viabilizando novas parcerias alicerçadas nos pilares da cooperação comercial, empresarial e para o desenvolvimento mútuo.

“Nós temos um carinho especial pela nação africana. Queremos ouvir os embaixadores e fazer deste um encontro com boas perspectivas para a África e para o Brasil”, afirma Marçal.

Pablo Marçal  é  cristão, filantropo, empreendedor imobiliário e digital, mentor, estrategista de negócios, especialista em branding e jurista por formação.Casado com Ana Carolina Marçal há mais de 13 anos é pai de 4 filhos e também escritor de mais de 25 livros. Diz apaixonado por gente e se destacou nos últimos anos por ensinar auto gestão, empreendedorismo e liberdade financeira, tornando-se um dos maiores nomes no mercado digital da América Latina.

“Fico honrado por fazer as primeiras perguntas ao Pablo Marçal, próximo presidente do Brasil, no Coco Bambu no Lago Sul- Basília DF com 14 embaixadores africanos. O fato de ser o primeiro a perguntar, foi sugerido pelo próprio Pablo Marçal”, Jornalista Walter Brito, pré-candidato a deputado federal por São Paulo pelo PROS.

Pablo Marçal inicia sua vida política após ser confirmado como o nome do Pros, em 18 de maio e logo em seguida já aparecia com 1% na pesquisa Datafolha divulgada em 30 de maio, na frente de nomes com anos de experiência.

Leia Também:  Pouco mais de 1% do PIB chega aos mais pobres no Brasil

No encontro com os Embaixadores da África, Pablo Marçal respondeu à jornalista Silvana Scórsin sobre seus planos para empreendedores na África, em especial, ações para os jovens do Brasil.

Pablo Marçal: ” É uma questão muito forte, a Alemanha vai ser modelada, pois quando se entra na primeira fase de adulto na Alemanha, o jovem tem que fazer um trabalho social em algum lugar. Eu quero, como política pública fazer com que brasileiros façam intercâmbios e ajudem na reconstrução de países africanos, países muitos jovens na questão da independência, então é uma grande oportunidade do Brasil mostrar e ajudar culturalmente. Nós temos uma dívida sim com o povo africano, nossa civilização começou na África, então eu já tenho um compromisso humanitário e isso não é caso de política, pois nada é melhor do que começar falando com a África. Os jovens podem esperar políticas públicas voltadas para isso, assim como a Alemanha faz isso muito bem, os Estados Unidos, não chega no nível da Alemanha quanto a isso, mas a gente vai promover sim, envios de brasileiros em forma temporário para servir a nação Africana, para ver o quanto nosso país tem avançado depois da independência, nós temos uma independência de 1822, então a independência vai fazer  200 anos agora e temos que ajudar a reconstrução de países que foram duramente colonizados, como as nações Africanas, então, esse é um compromisso meu pessoal.

CAPITAL EM FOCO: Pablo, você falou em sustentabilidade e a África é em um dos continentes depósito de grande quantidade de lixo eletrônico e em alguns de seus países, como o Congo, existem polos extração de minérios fundamentais para a confecção de eletrônicos no mundo, mas que são praticados por crianças e de forma imprudente. Como você avalia essa questão, olhando também para o Brasil?

Leia Também:  PT usa dinheiro público para defender Lula e outros alvos da Lava Jato

Pablo Marçal:   Todo o lixo é energia que está sendo desperdiçada, então, eu não posso falar como que a África vai agir com o lixo deles, mas assim como eu abri um canal de comunicação com os embaixadores, para eles serem conselheiros naquilo que a África tem de melhor, o que a África precisa avançar e que eles precisem de nós também, com certeza a gente vai mandar conselhos quanto a isso. Nós precisamos, não é de pensar e repensar o lixo, é preciso avançar nesse assunto, porque  assim como a gente não quer energia suja, a gente não pode desperdiçar  lixo, que lixo é combustível , então o Brasil vai avançar muito tecnologicamente em relação a tratativa com o lixo, e essas tratativas,  tudo que a gente tiver de avanço a gente vai servir as nossas nações irmãs, que são as nações africanas.

CAPITAL EM FOCO – Pelo seu discurso hoje, você tem um coração lá na África?

Pablo Marçal: Tenho o coração na África, eu amo de fato essas nações e tenho a ambição de reconstruir cidades, e desde quando pisei na África, a paixão pela minha nação aumentou muito, porque as vezes, você foca só sua  vida, em querer crescer como cidadão e acaba esquecendo das pessoas.

Esse encontrou durou a tarde toda e Pablo Marçal esteve gentil com todos os participantes. Ao lado da sua esposa, Ana Carolina Marçal, tirou fotos e atendeu a vários jornalistas e convidados.

Fonte: Redação com informações do Portal Capital em Foco

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?