Henrique Resende do PROS-DF é o nome da Segurança Pública do DF para uma das cadeiras da Câmara Federal

A Segurança Pública do Distrito Federal conta com um representante de peso

Henrique Resende, 40 anos, é Policial Penal Federal desde 2006 e está pré-candidato ao cargo de Deputado Federal pelo PROS-DF.

Nascido no Hospital Regional do Gama, foi criado no Guará, mora a 10 anos no Jardim Mangueiral e conhece bem as necessidades da Segurança Pública do DF.

Formado em 2003 como Bacharel em Ciências da Computação, trabalhou como analista de sistemas e teve contato direto com tecnologias de reconhecimento de imagem para compensação de documentos bancários.

Após algum tempo atuando na iniciativa privada decidiu estudar para concursos púbicos. Tendo sido aprovado em alguns certames, assumiu como Policial Penal Federal em 2006, e cursou Bacharelado em Direito. Já próximo da conclusão do curso, conseguiu aprovação no Exame da Ordem dos Advogados Brasileiro e, aproveitando a energia dos estudos, cursou Pós-Graduação em Direito Público.

Enquanto no Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Direito escreveu sobre “A contagem do prazo prescricional no Processo Administrativo Disciplinar”, na pós-graduação defendeu “Processo Administrativo Disciplinar: garantia de probidade administrativa”.

Leia Também:  A cidade dorme, mas serviços de sinalização viária e de limpeza não param

Na sua atuação profissional já foi lotado em Penitenciárias Federais e participou em operações nas rebeliões do Rio Grande do Norte – Alcaçuz em 2017 e na crise da segurança pública do Ceará em 2020 com a Força Tática de Intervenção Penitenciária observando in loco o que gerou os conflitos.

Pela sua atuação na Administração Pública Federal não só na atividade finalística, mas também como gestor, assumiu cargos de direção e assessoramento superiores – D.A.S (níveis 2 a 5) e foi indicado no ano de 2021 a realizar o Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia na Escola Superior de Guerra.

Pela experiência, como Coordenador de Trabalho e Renda no Sistema Penitenciário, escreveu, nesta sua última especialização, sobre “Mão de obra prisional: quebra de paradigmas e economicidade para administração pública”.

Henrique Resende acredita que no Sistema Penitenciário, em primeiro lugar, deve haver segurança e disciplina e que a ressocialização, com estudo, espiritualidade e trabalho, é parte fundamental no cumprimento da pena para diminuição dos índices de criminalidade e reincidência criminal; e que, apenas com a integração efetiva entre as forças de segurança pública (Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícias Penais Federal e Distrital, Polícia Civil, Polícia Militar, Socioeducativo, Corpo de Bombeiros, DETRAN) e com a valorização do servidor público o Distrito Federal poderá superar os obstáculos para manutenção de uma sociedade segura e melhor.

Leia Também:  ARTIGO / Democracia sem vacilo

Fonte: Redação

  

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?