Caso seja aprovado o projeto de lei de iniciativa do deputado distrital Rodrigo Delmasso, que já se encontra tramitando na Câmara Legislativa do Distrito Federal, vai impor multas pesadas contra quem furar a fila da vacina contra a covid 19 no DF.
O agente de saúde que realizar a aplicação do imunizante indevidamente também sofrerá punições.
Das 2.982 denúncias de possíveis casos de “fura-fila” da imunização, registradas junto aos Ministérios Públicos e às Ouvidorias Gerais de todo o país, cerca de 62 partiram até agora do Distrito Federal.
Para o Rodrigo Delmasso, é necessário criar uma lei que transforme em crime o ato de furar a fila da vacinação contra a Covid 19.
“Vamos pedir para que a nossa proposta seja analisada em caráter de urgência sem que ela precise passar pelas comissões da CLDF”, disse ele nesta terça ao RadarDF.
Ele afirmou que o fura-fila vem acontecendo em larga escala por todo o país, o que levaram alguns estados instituírem multas pesadas, como em São Paulo, onde o imunizado indevidamente, bem como o agente de saúde que aplicou a vacina, podem ser punidos com até R$ 100 mil de multas.
Delmasso apontou que os registros de 62 denúncias feitas diretamente às Ouvidorias do DF, revelam que é hora de tomar medidas mais duras e urgente contra esse tipo de fraude.
“Não se pode permitir que dezenas de pessoas passem à frente de outras, que são do grupo de risco e que mais necessitam ser imunizadas imediatamente”.
As informações do site a Politica e o Poder

Da redação do site LEI & POLÍTICA

Leia Também:  Robério Negreiros defende igualdade de oportunidades na criação de audiotecas