BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL II

Editais abrem mais de 6 mil vagas em cursos gratuitos

O governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF (Secti) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal (Senai-DF) lançou, nesta semana, 6.135 vagas em cursos gratuitos. Há oportunidades em cursos técnicos, de qualificação e de aperfeiçoamento profissional.

Há vagas nas escolas de Brasília, que fica no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), do Gama, de Sobradinho e de Taguatinga | Foto: Moacir Evangelista/Senai-DF

São 4.130 vagas do Programa Senai de Gratuidade Regimental e outras 2.005 do DF Inova Tech, uma parceria da instituição com o governo local, por meio da Secti e da Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAP-DF). O prazo para inscrição termina em 30 de setembro ou até o preenchimento das vagas.

“Nossa missão é qualificar todos para o mercado de trabalho. Temos um compromisso com o futuro profissional do aluno. Já entregamos 521 certificados e foram formadas 42 turmas. Temos uma estimativa de oferecer 6 mil vagas até o final do ano de 2021. E uma perspectiva de formar 20 mil alunos até 2022”Gilvan Máximo, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação

“Nossa missão é qualificar todos para o mercado de trabalho. Nós, do GDF, temos um compromisso com o futuro profissional do aluno. Já entregamos 521 certificados e foram formadas 42 turmas. Temos uma estimativa de oferecer 6 mil vagas até o final do ano de 2021. E uma perspectiva de formar 20 mil alunos até 2022”, ressalta Gilvan Máximo, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF.

Nos editais, há previsão de data para início das aulas, porém o Senai-DF convocará os inscritos para matrícula quando as turmas atingirem a quantidade mínima de alunos.

São cursos nas áreas de Alimentos, Automação Industrial, Automotiva, Construção Civil, Domótica, Eletroeletrônica, Energia GTD (geração, transmissão e distribuição de energia), Energias Renováveis, Gestão, Gráfica e Mídias Impressas e Digitais, Madeira e Mobiliário, Metalmecânica, Telecomunicações, Tecnologia da Informação e Vestuário. Há vagas nas escolas de Brasília, que fica no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), do Gama, de Sobradinho e de Taguatinga.

Leia Também:  PSB/DF empossa novo Presidente Tiago Coelho e Nova Executiva, Segmentos e Presidentes Zonais

Há opções de turmas nos turnos matutino, vespertino e noturno, nas modalidades a distância, semipresencial — com 80% da carga horária a distância e 20% de forma presencial — e presencial. No entanto, enquanto prevalecer a necessidade da adoção de medidas para evitar a disseminação da covid-19, as turmas ocorrem a distância. Algumas contam com apoio de recursos tecnológicos ou com atividades presenciais para a parte prática do curso.

Há opções de turmas nos turnos matutino, vespertino e noturno, nas modalidades a distância, semipresencial — com 80% da carga horária a distância e 20% de forma presencial — e presencial | Foto: Victor Hugo Pessoa/Senai-DF

Inscrição

Para se inscrever, é necessário preencher o formulário no site cursos.senaidf.org.br e anexar cópia do RG (frente e verso). Em seguida, o candidato receberá um e-mail confirmando a inscrição.

Alimentos, Automação Industrial, Automotiva, Construção Civil, Domótica, Eletroeletrônica, Energia GTD, Energias Renováveis, Gestão

No caso do Programa Senai de Gratuidade Regimental, o candidato pode realizar matrícula em mais de um curso, desde que os cursos sejam em turnos diferentes. Já para as capacitações do DF Inova Tech, é preciso concluir uma para se inscrever em outra.

Os pré-requisitos variam conforme o curso. No caso dos técnicos, é preciso ainda ser maior de 16 anos, ter concluído ou estar cursando a 2ª série do Ensino Médio.

As vagas serão ocupadas por ordem de inscrição e o Senai-DF entrará em contato por e-mail ou por telefone para agendar a efetivação da matrícula, que ocorre de forma presencial. O prazo para comparecer na unidade em que o curso será ofertado é de até dois dias úteis, com exceção da unidade Senai Brasília, em que as matrículas são realizadas em Taguatinga.

Gráfica e Mídias Impressas e Digitais, Madeira e Mobiliário, Metalmecânica, Telecomunicações, Tecnologia da Informação, Vestuário

No ato da matrícula, é preciso apresentar original e entregar cópia do RG, do CPF, dos comprovantes de situação escolar (certificado, declaração ou histórico escolar) e de residência. Para alunos menores de idade, é necessário também o RG e o CPF do responsável legal.

Leia Também:  Rogério Ulisses sai da toca e volta aparecer em reuniões da Administração Regional de São Sebastião

Modalidades de ensino

Os cursos de qualificação e de aperfeiçoamento profissional são de curta duração, com cargas de 20 a 400 horas-aulas (de uma semana a quatro meses, em média). O primeiro tem o objetivo de inserir o aluno no mercado de trabalho ou de lhe permitir uma recolocação profissional. Já o segundo, trata da ampliação, complementação ou atualização de competências de determinado perfil profissional. Em ambos os casos os concluintes recebem certificados.

Os técnicos são mais longos, com cerca de 1.200 horas-aulas (de um ano a um ano e meio). Formam profissionais com conhecimentos teóricos, técnicos e operacionais em diversas atividades da indústria e ao fim o aluno recebe um diploma.

Leia aqui os editais de vagas do DF Inova Tech e do Programa Senai de Gratuidade Regimental

*Com informações da Secti

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DISTRITO FEDERAL II

Detran-DF lança o emplacamento totalmente digital

Publicados

em

Por

O Primeiro Emplacamento Inteligente – PEI de veículos zero km acontece diretamente na concessionária, sem a interferência de terceiros

(Brasília, 17/6/2021) O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) lança mais uma inovação para facilitar o dia a dia do cidadão. A novidade é para quem adquirir veículo zero km: o Primeiro Emplacamento Inteligente – PEI, e foi publicada nesta quinta-feira (17), no Diário Oficial do DF, por meio da Instrução nº 350, de 16 de junho de 2021.

Seguindo a evolução tecnológica implementada pelo Detran Digital, o PEI consiste no registro simplificado e imediato, no sistema do Departamento, de veículos novos adquiridos junto a concessionárias no âmbito do Distrito Federal.

De acordo com o diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia, as inovações tecnológicas implementadas têm promovido agilidade e desburocratização na relação entre a Autarquia, cidadãos, empresas e outras entidades.

No caso do PEI, a concessionária participante irá informar ao Detran, via sistema, os dados pessoais do comprador, o chassi do veículo e informações do contrato de financiamento, se houver.

Automaticamente, serão gerados o número da placa do veículo e o Certificado de Registro e Licenciamento Eletrônico – CRLV-e.

“A partir de agora, quem compra carro zero, por exemplo, já sai da loja com o veículo registrado, com o CRLV-e disponível no aplicativo Detran Digital e com o número da placa. E o principal: sem a intervenção de terceiros e sem custos a mais para o consumidor”, destaca o diretor.

Custos

Segundo o diretor-geral, as concessionárias deverão recolher somente as taxas de serviços relacionadas ao registro de veículo zero Km, à consulta à base de dados nacional e à autorização de estampagem da placa.

Como aderir ao PEI

As concessionárias interessadas em oferecer a facilidade do emplacamento digital aos seus clientes devem ser legalmente constituídas e registradas no âmbito do Distrito Federal. Para fazer a adesão ao PEI, é necessário apresentar a documentação exigida na Instrução nº 350, conforme a relação abaixo, nas unidades do Detran que possuem o serviço do protocolo:

I – Termo de Adesão ao Programa 1º Emplacamento Inteligente – PEI, na forma do Anexo I, assinado pelo representante legal da empresa, mediante

reconhecimento de firma ou assinatura eletrônica.

II – contrato social da entidade registrado na Junta Comercial do Distrito Federal;

III – cartão do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ;

IV – alvará de funcionamento com data de validade em vigor;

V – identidade e/ou documento equivalente do responsável pela empresa; e

VI – prova de regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária, mediante respectiva certidão com data de validade em vigor;

A empresa que atender aos requisitos será considerada apta e terá direito a até duas autorizações de acesso ao sistema informatizado do Detran, válidas por 12 meses, podendo ser renovadas, desde que comprovadas as exigências definidas acima.

O planejamento é que, em breve, as transações digitais estejam disponíveis também na relação de transferência de veículos usados entre pessoas físicas.

Detran-DF

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Deputada Celina Leão recebe Conselho De Mulheres Cristãs do Brasil
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA