BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL II

Goudim diz que Ibaneis vai transformar o Sol Nascente em cidade digna

Publicados

em

O líder da periferia Goudim Carneiro, aliado de primeira hora do governador eleito Ibaneis Rocha, disse que um dos compromissos do governador é transformar o Sol Nascente em Região Administrativa do DF,  e em um lugar melhor para se viver, com escolas, hospitais, creches, infraestrutura urbana e segurança pública

Por Toni Duarte//RADAR-DF

“Pela primeira vez teremos um governo com um olhar voltado para a proteção de uma comunidade com quase 200 miĺ habitantes, que é  historicamente excluída de políticas públicas pela  ausência do Estado”, disse Goudim Carneiro nesta segunda-feira (05/11) ao Radar.

Amigos há mais de 30 anos, o governador eleito Ibaneis Rocha terá no maranhense Goudim Carneiro como seu braço direito dentro do Sol Nascente para acabar com o pejorativo e degradante título de segunda maior favela do país.

“Tenho o compromisso de transformar o Sol Nascente em uma cidade digna e decente”, prometeu Ibaneis aos moradores, na semana antes da eleição do segundo turno.

Para simbolizar o seu compromisso, o ainda favorito candidato ao Buriti sacou uma caneta do bolso e entregou ao amigo anfitrião Goudim, morador pioneiro do Sol Nascente: “guarde-a, pois, ela servirá para a sua nomeação”, disse o então candidato a governador.

Leia Também:  Mais de 300 condomínios acertam na coleta seletiva e recebem certificado

Ser transformada em uma região administrativa é o sonho sonhado pela imensa população do Sol Nascente durante os últimos dois governos.

Em 2014, o atual governador derrotado Rodrigo Rollemberg (PSB),  lançou a sua candidatura ao Buriti ao lado do falecido Eduardo Campos e Marina Silva, escolhendo como cenário e pano de fundo a vida degradante de milhares de famílias prometendo vida digna a todos. No entanto,  a promessa ficou apenas nas chamadas “rodas de conversas”

No último dia 28, quando ocorreu o segundo turno da eleição para governador do Distrito Federal, a maioria dos eleitores da região se vingou do estelionato eleitoral aplicado por Rollemberg que prometera transformar a vida das pessoas, mas não cumpriu.

Rollemberg deixará o governo no dia 31 de dezembro, largando para trás, obras pela metade no trecho 1 e os trechos dois e três, o mais populoso, ficarão na poeira e na lama, embora tenha recursos da União no montante de R$ 220 milhões, conseguidos pelo GDF, em 2013, quando Rollemberg ainda não era o governador.

“Tenho a absoluta consciência que a cada governo renasce a esperança do povo. A nossa confiança, principalmente a minha como pioneiro do Sol Nascente, está depositada em um homem que fará um governo para os menos favorecidos”, disse Goudim Carneiro.

Ele aponta que enquanto Rollemberg governava apenas para Brasília, Ibaneis governará para o povo do Distrito Federal.

Leia Também:  Amigos de Agaciel fazem festa de aniversário no Trem da Serra

“Quanto ao Sol Nascente temos convicção que teremos no início do governo a nossa tão sonhada independência administrativa”, aposta o líder da periferia.

Fonte: Radar

COMENTE ABAIXO:

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DISTRITO FEDERAL II

Detran-DF lança o emplacamento totalmente digital

Publicados

em

Por

O Primeiro Emplacamento Inteligente – PEI de veículos zero km acontece diretamente na concessionária, sem a interferência de terceiros

(Brasília, 17/6/2021) O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) lança mais uma inovação para facilitar o dia a dia do cidadão. A novidade é para quem adquirir veículo zero km: o Primeiro Emplacamento Inteligente – PEI, e foi publicada nesta quinta-feira (17), no Diário Oficial do DF, por meio da Instrução nº 350, de 16 de junho de 2021.

Seguindo a evolução tecnológica implementada pelo Detran Digital, o PEI consiste no registro simplificado e imediato, no sistema do Departamento, de veículos novos adquiridos junto a concessionárias no âmbito do Distrito Federal.

De acordo com o diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia, as inovações tecnológicas implementadas têm promovido agilidade e desburocratização na relação entre a Autarquia, cidadãos, empresas e outras entidades.

No caso do PEI, a concessionária participante irá informar ao Detran, via sistema, os dados pessoais do comprador, o chassi do veículo e informações do contrato de financiamento, se houver.

Automaticamente, serão gerados o número da placa do veículo e o Certificado de Registro e Licenciamento Eletrônico – CRLV-e.

“A partir de agora, quem compra carro zero, por exemplo, já sai da loja com o veículo registrado, com o CRLV-e disponível no aplicativo Detran Digital e com o número da placa. E o principal: sem a intervenção de terceiros e sem custos a mais para o consumidor”, destaca o diretor.

Custos

Segundo o diretor-geral, as concessionárias deverão recolher somente as taxas de serviços relacionadas ao registro de veículo zero Km, à consulta à base de dados nacional e à autorização de estampagem da placa.

Como aderir ao PEI

As concessionárias interessadas em oferecer a facilidade do emplacamento digital aos seus clientes devem ser legalmente constituídas e registradas no âmbito do Distrito Federal. Para fazer a adesão ao PEI, é necessário apresentar a documentação exigida na Instrução nº 350, conforme a relação abaixo, nas unidades do Detran que possuem o serviço do protocolo:

I – Termo de Adesão ao Programa 1º Emplacamento Inteligente – PEI, na forma do Anexo I, assinado pelo representante legal da empresa, mediante

reconhecimento de firma ou assinatura eletrônica.

II – contrato social da entidade registrado na Junta Comercial do Distrito Federal;

III – cartão do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ;

IV – alvará de funcionamento com data de validade em vigor;

V – identidade e/ou documento equivalente do responsável pela empresa; e

VI – prova de regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária, mediante respectiva certidão com data de validade em vigor;

A empresa que atender aos requisitos será considerada apta e terá direito a até duas autorizações de acesso ao sistema informatizado do Detran, válidas por 12 meses, podendo ser renovadas, desde que comprovadas as exigências definidas acima.

O planejamento é que, em breve, as transações digitais estejam disponíveis também na relação de transferência de veículos usados entre pessoas físicas.

Detran-DF

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mais de 300 condomínios acertam na coleta seletiva e recebem certificado
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA