BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL II

Rollemberg recebe R$ 2,8 mi do partido e tem a maior arrecadação no DF

Publicados

em

Rollemberg recebe R$ 2,8 mi do partido e tem a maior arrecadação no DF

Recursos do fundo partidário foram divulgados nesta quinta-feira (30) no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Michael Melo/Metrópoles

O governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg (PSB) tem motivos para animação: entrou na conta de campanha os recursos do fundo partidário. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, a Direção Nacional da legenda repassou R$ 2,8 milhões para a candidatura do filiado. Ele só tinha registrado, até então, ter recebido R$ 20 mil do diretório local.

Nesta quinta-feira (30/8), Rollemberg participou de uma atividade na Expansão da Samambaia. Em busca da reeleição, ele investiu no corpo a corpo com o eleitorado. Entre os projetos apresentados no local está a ampliação do metrô em 3,8 km e a construção de duas estações. “A licitação já sai este ano para começar a ser construída no começo do ano que vem”, garantiu. Ele também prometeu fazer a regularização fundiária da região.

Na lista de obras já feitas neste mandato, o socialista destacou a inauguração de um terminal de ônibus e de 12 creches. No entanto, moradores que presenciaram o discurso de Rollemberg apontaram falhas na atuação dele na região. “Ele prometeu o metrô e nunca fez. Ficamos mais de uma hora na parada esperando por ônibus”, criticou Jorge Sousa, 71 anos.

Leia Também:  Câmara Legislativa acaba com uso de papel no trâmite de documentos

A comerciante Julita dos Santos, 58, reclamou da falta de segurança. “Muitos colegas meus já foram assaltados por mais de uma vez. Eles [os candidatos] só lembram da gente de quatro em quatro anos, mas nunca cumprem as promessas”, desabafou.

Operação
Na manhã desta quinta-feira, a Polícia Civil do DF deflagou uma operação para apurar o desvio de R$ 20 milhões. Conforme revelou o Metrópoles, foram feitas buscas no Anexo do Palácio do Buriti, sede do GDF. Os principais alvos são um funcionário da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e ex-diretores da Cooperativa de Transportes do Distrito Federal (Cootarde). No evento desta manhã, o governador afirmou ainda desconhecer a ação policial. “Vou me informar primeiro. Até o momento não tenho nada a declarar”, disse na ocasião.

Rodrigo Rollemberg (PSB) assumiu o cargo de deputado distrital pela primeira vez em 1994, após ter sido eleito suplente. Em 1998, elegeu-se titular. Nas eleições de 2002, disputou o Governo do Distrito Federal (GDF), mas não venceu. No pleito seguinte, tornou-se deputado federal.

Em 2010, integrando chapa com o PT e Cristovam Buarque (à época no PDT, hoje no PPS), o socialista lançou-se ao Senado. Tanto ele quanto Cristovam foram eleitos. Em 2014, ganhou a disputa ao Palácio do Buriti. O governador tem agora o apoio de Rede, PDT, PV e PCdoB.

Leia Também:  CDDF não para de crescer, conheça Afonso Gomes o Presidente do CDCD- Candangolândia

Fonte: Metropolis

COMENTE ABAIXO:

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DISTRITO FEDERAL II

Detran-DF lança o emplacamento totalmente digital

Publicados

em

Por

O Primeiro Emplacamento Inteligente – PEI de veículos zero km acontece diretamente na concessionária, sem a interferência de terceiros

(Brasília, 17/6/2021) O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) lança mais uma inovação para facilitar o dia a dia do cidadão. A novidade é para quem adquirir veículo zero km: o Primeiro Emplacamento Inteligente – PEI, e foi publicada nesta quinta-feira (17), no Diário Oficial do DF, por meio da Instrução nº 350, de 16 de junho de 2021.

Seguindo a evolução tecnológica implementada pelo Detran Digital, o PEI consiste no registro simplificado e imediato, no sistema do Departamento, de veículos novos adquiridos junto a concessionárias no âmbito do Distrito Federal.

De acordo com o diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia, as inovações tecnológicas implementadas têm promovido agilidade e desburocratização na relação entre a Autarquia, cidadãos, empresas e outras entidades.

No caso do PEI, a concessionária participante irá informar ao Detran, via sistema, os dados pessoais do comprador, o chassi do veículo e informações do contrato de financiamento, se houver.

Automaticamente, serão gerados o número da placa do veículo e o Certificado de Registro e Licenciamento Eletrônico – CRLV-e.

“A partir de agora, quem compra carro zero, por exemplo, já sai da loja com o veículo registrado, com o CRLV-e disponível no aplicativo Detran Digital e com o número da placa. E o principal: sem a intervenção de terceiros e sem custos a mais para o consumidor”, destaca o diretor.

Custos

Segundo o diretor-geral, as concessionárias deverão recolher somente as taxas de serviços relacionadas ao registro de veículo zero Km, à consulta à base de dados nacional e à autorização de estampagem da placa.

Como aderir ao PEI

As concessionárias interessadas em oferecer a facilidade do emplacamento digital aos seus clientes devem ser legalmente constituídas e registradas no âmbito do Distrito Federal. Para fazer a adesão ao PEI, é necessário apresentar a documentação exigida na Instrução nº 350, conforme a relação abaixo, nas unidades do Detran que possuem o serviço do protocolo:

I – Termo de Adesão ao Programa 1º Emplacamento Inteligente – PEI, na forma do Anexo I, assinado pelo representante legal da empresa, mediante

reconhecimento de firma ou assinatura eletrônica.

II – contrato social da entidade registrado na Junta Comercial do Distrito Federal;

III – cartão do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ;

IV – alvará de funcionamento com data de validade em vigor;

V – identidade e/ou documento equivalente do responsável pela empresa; e

VI – prova de regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária, mediante respectiva certidão com data de validade em vigor;

A empresa que atender aos requisitos será considerada apta e terá direito a até duas autorizações de acesso ao sistema informatizado do Detran, válidas por 12 meses, podendo ser renovadas, desde que comprovadas as exigências definidas acima.

O planejamento é que, em breve, as transações digitais estejam disponíveis também na relação de transferência de veículos usados entre pessoas físicas.

Detran-DF

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CDDF não para de crescer, conheça Afonso Gomes o Presidente do CDCD- Candangolândia
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA