BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL

Após pesquisa, população do Paranoá/Itapoã/Condomínios e Área Rural, se acham totalmente inseguros quanto a sua segurança

Publicados

em

Em pesquisa elaborada pelo presidente da Seccional da OAB do Paranoá/Itapoã, Dr. Paulo Alexandre, ficou constatado que  a população dessa região acha-se totalmente insegura quanto a sua segurança.
Em pesquisa lançada em (12/02), voltada a segurança pública da região, visando através da mesma, a captação de informações distintamente de ambas as regiões administrativas em busca da participação população, dando voz aos dados, que poderão servir para o melhoramento das ações policiais nas devidas Regiões Administrativas.
Os resultados dessa pesquisa, demandará aos órgãos competentes a necessidade de fornecer elementos para a implantação de politicas públicas e de segurança para o setor.
Sabedores que a segurança pública é a garantia da proteção aos direitos individuais de cada cidadão, fazendo com que assim todos possam exercer o seu direito de cidadania em segurança, como se divertir, trabalhar e buscar a boa convivência em sociedade, a população prestou seu direito de opinião e desejo.
O público alvo da pesquisa foi moradores da cidade do Paranoá, Paranoá Parque, Itapoã e Condomínio  e com pessoas maiores de 16 anos de idade.
O 20° BPMDF : Esteve a frente da pesquisa com relação a REDE DE COMÉRCIO na região.
A SUBSEÇÃO DA OAB: Núcleo de pesquisa em envolvimento para a participação no Paranoá, Paranoá Parque, Itapoã, Condomínio e Áreas rurais.
O QUE É A POLICIA COMUNITÁRIA:
Polícia comunitária é uma filosofia e uma estratégia organizacional que proporciona uma parceria entre a população a polícia , baseada na premissa de que tanto a polícia quanto a comunidade devem trabalhar juntas para identificar, priorizar e resolver problemas contemporâneos, como, crimes, drogas, desordens físicas, morais e até mesmo a decadência dos bairros, com o objetivo de melhorar a qualidade geral de vida na área.
O policiamento comunitário baseia-se na crença de que os problemas sociais terão soluções cada vez mais efetivas, na medida em que haja a participação de todos na sua identificação, análise e discussão.
PESQUISA/SUBSEÇÃO DA OAB:
ITAPOÃ: 100% de seus moradores localizados em seus bairros (Del Lago, Del Lago II, Fazendinha, Itapoã I, Itapoã II, Mandela, áreas rurais, Capão da Eva, condomínio Estância Quintas da alvorada.
PARANOÁ:  56% das perguntas direcionadas a cidade.
Vejam os quadros demonstrativos:
Localizada: Área Especial N.02 – Lote 1 – Quadra 03 – Paranoá/DF – Centro Social João Paulo II, 71570-030 Paranoá, DF.
Fonte: subseção AOB- PARANOÁ/ITAPOÃ /20° BPMDF & Portal de notícias Olhar Digital.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O Conselho de Desenvolvimento do CDDF e Entorno, CD-Taguatinga, tem olhar voltado para o Desenvolvimento de todo o DF
Propaganda

DISTRITO FEDERAL

Vídeo: Mulher mata próprio namorado com tiro acidental no Areal

Publicados

em

crédito: Reprodução

Caso ocorreu na madrugada do último sábado (1º/4). Segundo a Polícia Civil, o homem foi encaminhado ao hospital de Taguatinga Sul, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito

 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

Um homem de 26 anos morreu, na madrugada do último sábado (1º/5), após levar um tiro acidental da própria namorada, 24 anos. O fato ocorreu na rua 21, no Areal, bairro localizado em Águas Claras, e está sob investigação dos policiais civis da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul).

Com ajuda da câmera de segurança, imagens mostram o momento exato em que a mulher pega uma arma de fogo que estava em cima da mesa e realiza os disparos contra o namorado, que estava em pé próximo da porta. Confira o vídeo, que tem imagens fortes de violência.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi socorrida por parentes e encaminhada para o Hospital Santa Marta, em Taguatinga Sul. No entanto, o homem não resistiu aos ferimentos dos disparos e veio a óbito no hospital. A ocorrência do caso foi registrada pela corporação como homicídio culposo, quando não há intenção de matar e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

A autora do crime, acompanhada do advogado, se apresentou espontaneamente à Polícia Civil e prestou depoimento sobre o fato. Logo depois, ela foi liberada mediante compromisso de apresentar-se na delegacia.

Leia Também:  Até R$ 113 mil. Estatais do DF pagaram supersalários a 86 servidores

Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/cidades-df/2021/05/4922085-mulher-mata-proprio-namorado-com-tiro-acidental-no-areal.html

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA