BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL

Mulheres vítimas de violência doméstica passam a ter prioridade em tramitação

Publicados

em

Com o boletim de ocorrência ou cópia da ação, mulheres contam com agilidade em programas de habitação ou para transferir os filhos de escola

Vítimas de violência doméstica ou familiar têm agora prioridade na tramitação de processos administrativos do Governo do Distrito Federal (GDF). A medida garante às mulheres agredidas por seus companheiros o direito a atendimento emergencial em demandas feitas à administração pública, como em filas de programas de habitação ou na transferência de escola dos filhos.

Aprovada pela Câmara Legislativa do DF, a proposta, de autoria da deputada Arlete Sampaio, foi sancionada pelo governador Ibaneis Rocha. Trata-se de um parágrafo único inserido na Lei nº 13.894, de 2019, que garante à vítima de violência doméstica e familiar assistência judiciária para o pedido de divórcio e prioridade de tramitação de processos judiciais enquadrados na Lei Maria da Penha. O objetivo é agilizar o atendimento de casos em que a mulher precise mudar de residência, por exemplo.

A secretária da Mulher, Érika Filippelli, ressalta que caberá à pasta articular com as demais secretarias e órgãos do governo, além de orientar os gestores, para garantir o cumprimento da lei. Para ela, quando uma mulher sofre violência, toda a família precisa reconstruir sua história de vida. “Com certeza, isso reflete o olhar atento do poder público em agilizar os processos administrativos que possam, por exemplo, conceder oportunidades e a inserção à mulher em seus programas”, resume.

Leia Também:  Com seu crescimento Planaltina é uma cidade que precisa se desenvolver

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

DISTRITO FEDERAL

Ibaneis libera R$ 36 mi para abertura de três hospitais de campanha

Publicados

em

O governador Ibaneis Rocha (MDB) divulgou o valor, na manhã desta segunda-feira (8/3), em publicação no Twitter

Ibaneis em Hospital de Campanha de Ceilândia Gustavo Moreno/Especial Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) informou, na manhã desta segunda-feira (8/3), que o Governo do Distrito Federal (GDF) liberou R$ 36 milhões para a construção dos três hospitais de campanha prometidos na semana passada. As novas unidades serão instaladas no Ginásio do Gama, no Ginásio Nilson Nelson e em Santa Maria e somarão 300 leitos, para o tratamento de pacientes com Covid-19.

A declaração do governador foi feita por meio de sua conta no Twitter. Confira, abaixo:

Ocupação de leitos de UTI

A taxa de ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) voltados para pacientes com Covid-19 na rede pública do Distrito Federal alcançou 97% na manhã desta segunda-feira (8/3). O dado é do sistema InfoSaúde, do GDF, e foi atualizado pela última vez às 8h10.

Em sete dias, a Secretaria de Saúde do DF ativou 110 leitos de UTI e de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) para pacientes com Covid-19. Na sexta-feira (5/3), foram ativados mais 14 leitos — quatro no Hospital de Campanha da Polícia Militar e 10 no Hospital de Ceilândia.

Até as 8h15 desta segunda, a lista de espera por UTI na rede pública tinha 71 pacientes com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus. Destes, apenas um está confirmado como pediátrico.

Leia Também:  GDF envia projeto que cria Guarda Civil Distrital com 2 mil vagas

Já a rede privada de saúde está com taxa de ocupação de 93,25% na manhã desta segunda-feira. Os dados foram atualizados às 7h10. São 223 leitos de UTI Covid ocupados, 16 disponíveis (todos adultos) e um bloqueado.

Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA