BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL

Secretários e presidentes do CDDF, presentes ao encontro entre Governo e Instituições religiosas

Publicados

em

Governo e instituições religiosas se unem no combate à violência no DF

SSP lança parceria que pretende promover oficinas de mediação de conflitos e instruções legais para ampliar a proteção de grupos vulneráveis

 

“A aliança distrital com os órgãos públicos visa combater a violência doméstica e intrafamilar, com isso conta com a parceria das comunidades religiosas através da capacitações de seus líderes religiosos e levando o conhecimento a respeito dos direitos das mulheres dentro das instituições religiosas”, disse Dra. Patricia Zapponi

 

O Lançamento da parceria Aliança Distrital, entre a Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF) e Instituições Religiosas no enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar, passa a ser mais uma forma de combate à violência doméstica e familiar no Distrito Federal, e foi realizada no auditório da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) com a presença dos secretários executivos de Segurança Pública, Júlio Danilo, e de Gestão Integrada, Alciomar Goersch, o delegado-geral da PCDF, Robson Cândido, a Secretária de Valorização Social do CDDF, Dra. Patricia Zapponi, o Sub-Secretário de Valorização às Religiões de Matriz Afrodescendentes no Brasil, a Presidente do CD-Cidade Ocidental, Dra. Ninom Calazans, a presidente do CD-Valparaíso, Dra. Larissa Faleiro e a presidente do CD-Novo Gama, Dra. Roberta Muniz

Leia Também:  Ciência e Tecnologia vai lançar edital para 10 mil bolsas universitárias

A partir deste momento, organizações das mais variadas representações religiosas poderão atuar de forma conjunta junto à SSP/DF na prevenção da violência e da criminalidade envolvendo crianças, meninas, mulheres e demais grupos vulneráveis, como dos idosos, e a participação das instituições religiosas nesta mobilização será de forma voluntária.

“O combate à violência doméstica e familiar é uma determinação do governador Ibaneis Rocha. Foram muitos investimentos junto às forças para contribuir com o combate a esses crimes”Anderson Torres, secretário de Segurança Pública

As instituições que optarem pela participação, devem passar por capacitação para atuar junto à SSP/DF, por meio da Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (Suprec).

Durante o evento, o delegado-geral da PCDF, Robson Cândido, falou da importância da Maria da Penha On-Line, que ocorreu na última semana. “De forma pioneira lançamos o formato de denúncia de violência doméstica virtual, por meio da Delegacia Eletrônica, que teve os serviços ampliados durante a pandemia”, disse.

Fonte: Redação *Com informações da SSP/DF

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

DISTRITO FEDERAL

Ibaneis libera R$ 36 mi para abertura de três hospitais de campanha

Publicados

em

O governador Ibaneis Rocha (MDB) divulgou o valor, na manhã desta segunda-feira (8/3), em publicação no Twitter

Ibaneis em Hospital de Campanha de Ceilândia Gustavo Moreno/Especial Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) informou, na manhã desta segunda-feira (8/3), que o Governo do Distrito Federal (GDF) liberou R$ 36 milhões para a construção dos três hospitais de campanha prometidos na semana passada. As novas unidades serão instaladas no Ginásio do Gama, no Ginásio Nilson Nelson e em Santa Maria e somarão 300 leitos, para o tratamento de pacientes com Covid-19.

A declaração do governador foi feita por meio de sua conta no Twitter. Confira, abaixo:

Ocupação de leitos de UTI

A taxa de ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) voltados para pacientes com Covid-19 na rede pública do Distrito Federal alcançou 97% na manhã desta segunda-feira (8/3). O dado é do sistema InfoSaúde, do GDF, e foi atualizado pela última vez às 8h10.

Em sete dias, a Secretaria de Saúde do DF ativou 110 leitos de UTI e de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) para pacientes com Covid-19. Na sexta-feira (5/3), foram ativados mais 14 leitos — quatro no Hospital de Campanha da Polícia Militar e 10 no Hospital de Ceilândia.

Até as 8h15 desta segunda, a lista de espera por UTI na rede pública tinha 71 pacientes com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus. Destes, apenas um está confirmado como pediátrico.

Leia Também:  A presidente do CD-Taguatinga/CDDF, eleita Conselheira titular do Conselho de Direito da Mulher

Já a rede privada de saúde está com taxa de ocupação de 93,25% na manhã desta segunda-feira. Os dados foram atualizados às 7h10. São 223 leitos de UTI Covid ocupados, 16 disponíveis (todos adultos) e um bloqueado.

Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA