BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL I

“Sugar Daddy” preso no DF fingia ser milionário, mas morava com a mãe

Foto: Metrópoles

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o criminoso sexual era desemprego e estava longe de ser um homem de sucesso profissional

Reprodução/PCDF
O homem de 45 anos que se passava por “sugar daddy” e seduzia mulheres para depois estuprá-las fingia ser milionário, mas morava com a mãe, em Goiânia (GO). O criminoso foi preso por policiais civis da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher I (Deam I). As equipes cumpriram mandado de prisão e de busca e apreensão e detiveram o suspeito investigado por sete casos de crimes sexuais cometidos no Distrito Federal.

De acordo com as investigações, o falso playboy de meia-idade usava carros de luxo, como um esportivo da BMW e um SUV da Honda para enganar as vítimas. Ele fingia ser um empresário de sucesso para atrair as mulheres que se apresentavam como “sugar babys” no site de relacionamento sugar “Meu Patrocínio”. No entanto, o criminoso era desemprego e estava longe de ser um homem com sucesso profissional e de alto poder aquisitivo.

Leia Também:  Repúblicas para os jovens em situação de vulnerabilidade

Segundo as investigações, o autor selecionava mulheres na faixa etária de 21 anos. O homem prometia um relacionamento de ostentação e com retorno financeiro para as vítimas e marcava encontros com elas em um motel. No local, mantinha relação sexual vaginal consentida e as obrigava, mediante violência, a manter coito anal.

Veja imagens da operação:

O criminoso filmava os atos sem conhecimento ou consentimento das mulheres. Dias após o crime, o suspeito entrava em contato com a vítima e exigia que fossem realizadas videochamadas para a prática de atos libidinosos, sob a ameaça de que, caso não fosse atendido, divulgaria as imagens nas redes sociais.

Uma das mulheres chegou a ser vítima de estupro virtual, sendo sujeitada a atos libidinosos não consensuais mediante ameaça. O autor foi preso preventivamente e encontra-se à disposição da Justiça.

Fonte: Metrópoles

https://www.metropoles.com/distrito-federal/sugar-daddy-preso-no-df-fingia-ser-milionario-mas-morava-com-a-mae

COMENTE ABAIXO:

DISTRITO FEDERAL I

Hospital oftalmológico de Brasilia chega ao Jardim Botânico

Publicados

em

Por

UNIDADE DO HOB FUNCIONARÁ DENTRO DO NOVO HJB

Referência em saúde ocular na capital federal, o Hospital Oftalmológico de Brasília – uma empresa do Grupo Opty – se prepara para a inauguração de mais um espaço de atendimento, dessa vez no Jardim Botânico. O novo HOB inicia suas atividades às 19h do dia 17 de junho, dentro do Hospital Jardim Botânico (HJB) – Hospital Dia, oferecendo consultas, exames e cirurgias oftalmológicas. A nova unidade vem atender a uma demanda de aproximadamente 300.000 habitantes residentes no Jardim Botânico, Lago Sul, Paranoá, São Sebastião, Mangueiral, Itapoã e entorno.  “É uma honra ter um parceiro da importância do grupo Opty, sobretudo com uma marca com o reconhecimento do HOB, não só no Distrito Federal, mas no Brasil. Estamos falando de um dos maiores e mais respeitados grupos oftalmológicos do país. Sem dúvida, é uma ocasião expressiva, não só para o Jardim Botânico, mas também para toda a população da região leste do DF”, ressalta Mauro Hueb, CEO do HJB.

Segundo o diretor clínico do HJB, Dr. Flávio Hueb, para o atendimento oftalmológico, o hospital terá um centro cirúrgico com duas salas com equipamentos de última geração para o atendimento de Oftalmologia Geral, Catarata, Glaucoma, Retina, Plástica Ocular e Oftalmopediatria. “Estamos preparados para realizar uma vasta gama de cirurgias, como catarata, pterígio, pálpebras, dentre outras. A ideia é trazer mais um serviço de excelência, além de conforto e praticidade no cotidiano dos pacientes que moram nessa parte da cidade”, afirma o médico. “O HOB é uma grande família e queremos que todos em Brasília tenham acesso a essa família. Nesse momento de pandemia, o paciente pode ter a experiência HOB no seu bairro, com toda a segurança, sem precisar se deslocar até o Plano Piloto para receber um atendimento de alta qualidade”, observa o oftalmologista Dr. Takashi Hida, médico sócio do Hospital Oftalmológico de Brasília.

Leia Também:  Nosso Natal serve almoço especial a 150 pessoas em São Sebastião

A chegada da operação do HOB no Jardim Botânico coincide com a transição do Centro Clínico Jardim Botânico para a condição de Hospital-dia, oferecendo consultas, exames, pequenos procedimentos, exames laboratoriais e cirurgias ambulatoriais. São mais de 15 especialidades incluindo oftalmologia, psiquiatria, psicologia, odontologia e procedimentos dermatológicos. Para Raul Fernandes Marinheiro Neto, Diretor Regional Centro Oeste – Grupo Opty, esse é um passo importante e uma forma inteligente de expandir o HOB. “Até então, tínhamos unidades estritamente focadas em oftalmologia e, com essa parceria e compondo um conceito de centro médico completo, nos aliamos a um empreendimento de sucesso, criado pelo Mauro e o Dr. Flávio Hueb na região.  Acreditamos que, além da comodidade para o brasiliense, reunir diversas especialidades e serviços médicos gera uma sinergia de negócio onde todas as partes envolvidas ganham, a Opty, o HJB, os médicos e, principalmente, os pacientes”, finaliza o executivo.

Sobre o Opty

O Grupo Opty nasceu em abril de 2016, a partir da união de médicos oftalmologistas apoiados pelo Pátria Investimentos, que deu origem a um negócio pioneiro no setor oftalmológico do Brasil. O grupo aplica um novo modelo de gestão associativa que permite ampliar o poder de negociação, o ganho em escala e o acesso às tecnologias de alto custo, preservando a prática da oftalmologia humanizada e oferecendo tratamentos e serviços de última geração em diferentes regiões do País. No formato, o médico mantém sua participação nas decisões estratégicas, mantendo o foco no exercício da medicina.

Leia Também:  Crime da 113 Sul: Adriana Villela vai a júri popular em setembro

Atualmente, é o maior grupo de oftalmologia da América Latina, agregando 20 empresas oftalmológicas, e mais de 2100 colaboradores e 750 médicos oftalmologistas. O Hospital Oftalmológico de Brasília (DF), o Hospital de Olhos INOB (DF), o Hospital de Olhos do Gama (DF), o Centro Oftalmológico Dr. Vis (DF e RJ), O Instituto de Olhos Freitas (BA), o DayHORC (BA), o Instituto de Olhos Villas (BA), a Oftalmoclin (BA), o Hospital de Olhos Santa Luzia (AL), o Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem (SC), o Centro Oftalmológico Jaraguá do Sul (SC), a Clínica Visão (SC), o HCLOE (SP), a Visclin Oftalmologia (SP), o Eye Center (RJ), Clínica de Olhos Downtown (RJ) e COSC (RJ), Lúmmen Oftalmologia (RJ), Hospital de Olhos do Meier (RJ), Hospital Oftalmológico da Barra (RJ), Centro Cirúrgico Jardim de Alah (RJ), o Oftalmax Hospital de Olhos (PE), UPO Oftalmologia – Unidade Paulista de Oftalmologia (SP) e do HMO – Hospital Medicina dos Olhos (SP) fazem parte dos associados, resultando em 54 unidades de atendimento. Visite www.opty.com.br.

Natália Lopes

Tríplice Comunicação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA