BRASÍLIA

DISTRITO FEDERAL I

Tour virtual em templos celebra a Semana Santa

Projeto criado pela Setur oferece passeios on-line por santuários que são cartões-postais do DF, como a Catedral e o Arquidiocesano em Brazlândia

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: ABNOR GONDIM
Passeio digital dá a sensação de estar dentro dos santuários presencialmente | Foto: Divulgação/Setur-DF

“A Coleção Rotas Brasília é um projeto que fizemos com muito carinho, totalmente on-line, para ajudar nossos moradores e visitantes a descobrirem lugares incríveis da nossa cidade”Secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça

Momento para refletir sobre o recomeço, a vida e o prazer de estar em família, mesmo que dessa vez com a distância envolvida. Semana Santa é sobre isso. E em um período de tantos desafios, nossos templos, igrejas e espaços são locais onde a fé e a esperança são protagonistas.

Para oferecer a oportunidade de todos conhecerem ou revisitarem esses santuários da capital do Brasil,  sem precisar sair de casa, a Secretaria de Turismo do DF (Setur-DF) criou a Rota da Paz.

Lançado em 2020, o projeto faz parte da Coleção Rotas Brasília e conta com duas opções de acesso on-line: um miniguia, que pode ser baixado em versão digital, contendo informações, histórias e curiosidades sobre os lugares; e um tour virtual, no qual o visitante é levado a fazer um passeio 100% digital pelo Google Earth e se sentir dentro de cada um desses locais, verdadeiros paraísos na terra.

Fé e espiritualidade

“A Coleção Rotas Brasília é um projeto que fizemos com muito carinho, totalmente on-line, para ajudar nossos moradores e visitantes a descobrirem lugares incríveis da nossa cidade. E neste momento em que celebramos a Semana Santa, a Rota da Paz apresenta alguns dos santuários de fé e espiritualidade da nossa Capital da Esperança. Cidade de otimismo, fé, paz, amor e muita alegria”, afirma a Secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

Leia Também:  Acredita-DF movimentou R$ 1 bilhão no mês passado

Na rota, o visitante vai saber mais sobre lugares religiosos, como: igreja Nossa Senhora de Fátima (307/308 Sul), tombada em 2007 como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; o Santuário Dom Bosco (702 Sul); e a Catedral Metropolitana, audacioso projeto de Oscar Niemeyer, inaugurado em 1970. Considerada um marco da arquitetura moderna, a Catedral tem vitrais assinados pela artista plástica Marianne Perett que dão ao ambiente um tom celestial.

Santuário Arquidiocesano Menino Jesus, em Brazlândia, tem capacidade para até 15 mil pessoas | Foto: Divulgação/Setur-DF

2º maior templo católico

“Ser guia de turismo é trabalhar com emoções. E eu procuro mostrar a todos uma Brasília diferente, além do Plano Piloto. E a Rota da Paz é uma delas. Caminhos que nos inspiram”Maria José Carvalho, guia de turismo

Na Rota da Paz, o visitante vai conhecer também templos que vão além do Plano Piloto, como o Santuário Arquidiocesano Menino Jesus, localizado na cidade de Brazlândia, 40km do centro de Brasília. A igreja chama a atenção por vários fatos.

Primeiro por seu tamanho, que é considerado o segundo maior templo católico do Brasil. Sua estrutura conta com seis pavimentos, três torres e uma cúpula com 33 metros de altura. Com capacidade para até 15 mil pessoas, o santuário também impressiona por seus belos vitrais e uma detalhada escultura da Sagrada Família, que adorna o altar.

Leia Também:  Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF investe 25 milhões de reais em qualificação profissional para a população

“Um encontro perfeito entre arte e fé, que encanta a todos”, afirma a guia de turismo Maria José Carvalho. Há mais de 21 anos apresentando a cidade para moradores e visitantes, ela destaca a emoção que vê nos olhos de cada uma das pessoas, sempre que estão diante dos monumentos da capital.

Leia também

Brasília no topo dos destinos

Reconhecimento: Visite Brasília recebe prêmio do Governo do DF

Setur faz especial sobre mulheres pioneiras e empreendedoras

“Ser guia de turismo é trabalhar com emoções. E eu procuro mostrar a todos uma Brasília diferente, além do Plano Piloto. E a Rota da Paz é uma delas. Caminhos que nos inspiram”, conclui Maria José.

Serviço
Rota da Paz:
http://www.turismo.df.gov.br/brasilia-tour-virtual
Brasília Tour Virtual – Secretaria de Turismo<http://www.turismo.df.gov.br/brasilia-tour-virtual/>
www.turismo.df.gov.br
GDF — Governo do Distrito Federal

*Com informações da Secretaria de Turismo 

Fonte: Agência Brasilia

COMENTE ABAIXO:

DISTRITO FEDERAL I

Cidadania e policiamento ostensivo para melhorar a vida na Estrutural

Publicados

em

Por

A saída de casa para o trabalho, ainda de madrugada, gera uma tensão diária à recicladora Michelle Marinho, de 34 anos. Moradora da Estrutural, ela precisa estar acompanhada por duas ou três pessoas até a parada de ônibus para evitar assaltos ou outras violências. A cidade, que tem o maior índice de vulnerabilidade do Distrito Federal (0,72), é cenário do projeto Área de Segurança Prioritária (ASP), lançado nesta terça-feira (22) pelo governador Ibaneis Rocha.

Os resultados obtidos na Estrutural vão subsidiar estudos para ações semelhantes em outras RAs | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

A proposta de integrar o trabalhos das secretarias de Estado – capitaneadas pela de Segurança Pública – no combate à criminalidade é mais um esforço do Governo do Distrito Federal (GDF) na melhoria das condições de vida de quem mora na Cidade Estrutural. A região administrativa (RA), que em 29 de maio passou a sediar a 8ª Delegacia de Polícia (DP), vai ganhar uma nova estrutura do 15º Batalhão da Polícia Militar, de um do Corpo de Bombeiros e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

“Vamos sair daqui em 90 dias (prazo previsto pelo projeto) com índices mais baixos de criminalidade, além de oferecer serviços que refletirão em mais cidadania aos moradores”Governador Ibaneis Rocha

De acordo com o governador Ibaneis, a ASP vai mudar a história da segurança pública na Estrutural ao integrar órgãos do governo, como as secretarias de Obras, da Mulher e do DF Legal, além da CEB, do Departamento de Trânsito (Detran) e das forças policiais. “Vamos sair daqui em 90 dias (prazo previsto pelo projeto) com índices mais baixos de criminalidade, além de oferecer serviços que refletirão em mais cidadania aos moradores.”

Leia Também:  Justiça aceita denúncia e 28 viram réus por cartel dos combustíveis

A transferência da 8ª DP do SIA para a Estrutural a menos de um mês já tem reflexos positivos, acredita o delegado-chefe Rodrigo Bonach. Além de criar um bolsão de segurança e acabar com o tráfico de drogas que existia nos arredores, a delegacia conta, pela primeira vez, com uma Central de Flagrantes. “Agora temos autonomia para lavrar esse tipo de ocorrências trazidas pela PM, o que dá agilidade aos policiais de não precisar mais ir à Asa Sul para fazer registrar as ocorrências e voltar mais rápido para as ruas”, contou Bonach.

Expansão

A ideia de implementar a Área de Segurança Prioritária no Distrito Federal surgiu ainda na gestão do então secretário Anderson Torres. Atual ministro da Justiça e Segurança Pública, ele defendeu que a adaptação de um projeto francês à realidade do DF seja ainda mais expandida. “Trata-se de um ação estruturante e não mais de emergência que deixa reflexos positivos na sociedade e precisa ser copiado e aplicado em todos os estados brasileiros.”

Leia Também:  Atleta do Itapoã-DF precisa de ajuda para disputar mundial na Argentina

Leia também

 

Segurança Pública atuará por três meses na Cidade Estrutural

 

 

Estrutural recebe pacote de obras de R$ 49 milhões

 

A Estrutural é a primeira região administrativa a receber a ASP, e a ideia é que não seja a única. Segundo o secretário de Segurança Pública do DF,  delegado Júlio Danilo, mapeamentos da vulnerabilidade – que incluem, entre outras coisas, criminalidade, violência, tráfico de drogas e desemprego – já começam a ser feitos em outras RAs. “Todos os resultados obtidos por aqui vão subsidiar outros estudos que irão reverberar em ações semelhantes em outras cidades”, informou Júlio.

A recicladora Michelle Marinho aproveitou o primeiro dia da ASP e providenciou as carteiras de identidade das filhas

Ansiosa pela presença ostensiva das forças de segurança nos próximos três meses na Estrutural, a recicladora Michelle aproveitou o lançamento da ASP nesta terça (20) para tirar a carteira de identidade das filhas de 13 e 17 anos. Isso não era possível antes porque os agendamentos feitos pela Secretaria de Segurança Pública a encaminhavam para longe de casa. “Há meses eu vinha tentando tirar esses RGs, mas me mandavam para Sobradinho, que eu nem sei onde fica. Hoje vamos conseguir”, comemorou.

Galeria de Fotos Abertura da área de segurança Prioritária ASP

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA