BRASÍLIA

economia

Durante pandemia, 7,8 milhões de brasileiros perderam emprego, diz IBGE

Publicados

em

Taxa de desemprego passou de 11,6% no trimestre até fevereiro para 12,9% no trimestre até maio, com base em dados do instituto

HUGO BARRETO/METRÓPOLES

Cerca de 7,8 milhões de brasileiros perderam o emprego durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. O número representa 8,3% da população ocupada.

A taxa de desemprego passou de 11,6% no trimestre até fevereiro (entre dezembro do ano passado e fevereiro deste ano) para 12,9% no trimestre terminado em maio (março-maio).

Hoje, 12,7 milhões de brasileiros estão desempregados.

“É uma redução inédita na pesquisa e atinge principalmente os trabalhadores informais. Da queda de 7,8 milhões de pessoas ocupadas, 5,8 milhões eram informais”, destaca a analista da pesquisa, Adriana Beringuy.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Facebook e Google lideram ranking de erros de segurança em 2019

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DISTRITO FEDERAL II

Governo assume em julho a gestão do transporte de passageiros do Entorno

Publicados

em

Por

A partir de 8 de julho, o Governo do Distrito Federal (GDF) vai gerir e fiscalizar a prestação dos serviços de transporte rodoviário interestadual semiurbano de passageiros. A Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) ficará responsável pelas linhas de ônibus que ligam Brasília e as regiões administrativas do DF aos municípios goianos do Entorno.

De acordo com a publicação, a ANTT transfere ao GDF as autorizações das sete operadoras que atuam nas 396 linhas de 11 cidades. As autorizações serão mantidas até a próxima licitação, que será realizada pelo GDF | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A delegação do transporte semiurbano para o GDF foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (16), pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Com a publicação, a ANTT transfere ao GDF as autorizações das sete operadoras que atuam nas 396 linhas de ônibus entre o Distrito Federal e as cidades de Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Formosa, Girassol, Luziânia, Mansões Marajó (Cristalina), Monte Alto (Padre Bernardo), Novo Gama, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás.

Plano de Outorga

Leia Também:  Startups vão da IA à gestão de futebol na criatividade candanga

Todas as autorizações serão mantidas até a próxima licitação, que será realizada pelo GDF. No novo Plano de Outorga (licitação), o GDF poderá fazer modificações estruturais no sistema semiurbano. O objetivo é melhorar os serviços e tornar o sistema de transporte mais eficiente por meio da racionalização dos itinerários e redução no tempo das viagens.

De acordo com o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, a integração do semiurbano com o transporte do Distrito Federal vai possibilitar a otimização do sistema tornando as viagens mais confortáveis para os usuários. “Nós já autorizamos que algumas linhas transitem pelas faixas exclusivas e no corredor do BRT, e já estendemos algumas linhas que antes só atendiam o DF para que atendam também as cidades goianas próximas da fronteira”, afirmou.

Após a conclusão da transferência, a Semob iniciará os serviços de fiscalização e o planejamento das linhas, devendo elaborar o novo Plano de Outorga para o transporte do Entorno.

*Com informações da Secretaria de Transporte e Mobilidade

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA