BRASÍLIA

ESPORTES

Heptacampeão, Hamilton vira referência contra racismo e extrapola F1

Publicados

em

O ativismo do piloto na luta contra o preconceito racial ajudou a colocar pela primeira vez o tema em discussão na categoria

Lewis Hamilton

DAN ISTITENE – FORMULA 1/FORMULA 1 VIA GETTY IMAGES

O inglês Lewis Hamilton se tornou heptacampeão mundial neste domingo (15/11) e confirmou nas pistas uma vitória que já conseguiu neste ano por atitudes fora dela. O ativismo do piloto na luta contra o preconceito racial ajudou a colocar pela primeira vez o tema em discussão na categoria e reforçou a imagem dele como uma figura comprometida com causas sociais.

Em um ano marcado pelo movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) e pela intensa discussão sobre ações afirmativas, Hamilton teve papel bastante relevante ao levar a preocupação com o racismo a um ambiente novo: a Fórmula 1. E a categoria sentiu o impacto dessa novidade.

“O Hamilton leva a mensagem de que é possível se falar de racismo em todos os espaços, inclusive onde existe hegemonia branca. Ele abre espaço para que essa pauta seja ouvida onde não havia o costume de se debater”, disse o presidente da Observatório da Discriminação Racial no Futebol, Marcelo Carvalho.

O inglês teve atitudes públicas nos últimos meses e que causaram reações controversas na Fórmula 1. Em julho, ele tentou organizar um protesto coletivo para que os 20 pilotos se ajoelhassem antes da prova. Seis não aderiram.

Leia Também:  PSG recusa oferta de 100 milhões de euros por Neymar

Hamilton subiu ao pódio no GP da Itália com uma camiseta em que cobrava a prisão dos policiais responsáveis pela morte da jovem americana negra Breonna Taylor. Logo depois a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) proibiu o uso de outras vestimentas no pódio além do macacão.

“O posicionamento do Hamilton causou um pouco de incômodo. É um corpo negro em um local diferente. É a representatividade ainda solitária e destoante”, avaliou a professora da Faculdade de Educação e Presidente da Comissão Assessora de Diversidade Étnico-Racial da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Debora Jeffrey.

A posição de protesto de Hamilton veio acompanhada em 2020 de uma atitude marcante. Depois de vencer o GP da Estíria, o piloto levou ao pódio como representante da Mercedes a engenheira de combustíveis Stephanie Travers, escolhida por ser mulher e negra. O inglês fez questão de mencionar o episódio como um símbolo de luta pela diversidade.

Mesmo com 13 anos de carreira na Fórmula 1, Hamilton ainda não conseguiu abrir as portas da categoria para outros pilotos negros. E deixar esse legado é um dos objetivos do inglês.

Leia Também:  Alex Mineiro enche a bola de Valdivia

“As manifestações dele são de muita importância por causa daqueles que tentam minimizar o racismo. Pode ser muito comum a gente ouvir falar que não tem racismo no esporte. Quando ele se posiciona, ele diz que existe, sim, racismo em qualquer esfera”, afirmou o professor da ESPM, Fábio Mariano Borges, especialista na área de inclusão e diversidade.

Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:

Propaganda

ESPORTES

Flamengo é campeão da Taça Guanabara

Publicados

em

Flamengo é campeão da Taça Guanabara com gols de Vitinho e Michael

A vitória por 2 x 1 sobre o Volta Redonda garantiu o primeiro lugar ao Rubro-Negro e a conquista do primeiro turno do Campeonato Carioca

Aline Massuca/ Metrópoles

Flamengo entrou com um time alternativo na noite deste sábado (24/4) diante do Volta Redonda, no encerramento da Taça Guanabara. Com William Arão de volta ao meio-campo e um ataque com Vitinho, Michael, Gabigol e Pedro, o Rubro-Negro sofreu com a falta de entrosamento, com a organização do rival, mas conseguiu a vitória por 2 x 1.

A vitória no Maracanã foi importante também devido ao regulamento do Cariocão. Os dois primeiros desta fase jogam com a vantagem de dois resultados iguais nas semifinais, em jogos de ida e volta.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Contrato vencido: Rede Globo não transmitirá mais a Fórmula 1
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA