Instabilidade no Inter extrapola o campo, e direção se reunirá para definir futuro de Medina

Pressão no bastidor colorado aumenta após novo tropeço na Sul-Americana com direito a protesto e atos de violência no Beira-Rio. Ciclo de Alexander Medina pode encerrar nesta sexta-feira.

O trabalho de Alexander Medina passa por horas cruciais no Inter. Uma reunião entre membros da direção nesta sexta-feira chancelará o destino do treinador. A pressão, que tomou contornos delicados com o quebra-quebra após o empate em 1 a 1 com o Guaireña na noite de quinta, pela Sul-Americana, ganhou ares de ultimato ao futuro do treinador.

Não é de hoje que correntes no clube apontam ideias distintas sobre a permanência do Cacique. Membros do departamento de futebol e do Conselho de Gestão dividem opiniões junto a pessoas do entorno do clube.

As contestações crescem à medida que o tempo passa, resultados e desempenho não aparecem, e o discurso do uruguaio se desprende da realidade.

A ideia nesta sexta é ouvir os dirigentes do alto escalão. Ainda que não exista um consenso, os notáveis debaterão se enxergam no profissional forças para tirar algo a mais do grupo ou abreviar a passagem e voltar ao mercado em busca de um substituto. Segundo apurou o ge, o fim da “Era Medina” é iminente.

Assim que a decisão for tomada, a direção, que ficou sem se manifestar após o confronto diante do Guaireña, falará com o torcedor por meio da imprensa para explicar os rumos do clube.

Leia Também:  Brasiliense empata com o Ceilândia e é campeão distrital

Instabilidade que se torna ira

Medina, que completa nesta sexta 94 dias desde a apresentação do grupo, em 11 de janeiro, jamais conseguiu dar estabilidade e um padrão ao Inter. O sistema defensivo, quando é atacado, mostra fragilidades tanto por cima quanto por baixo.

Apesar do apreço pela posse de bola, não há verticalidade. A equipe insiste em passes laterais, com lentidão, o que permite ao rival fechar espaços. O que deságua na dificuldade em finalizar.

O cenário, aliás, voltou a se repetir na noite passada. Diante de um adversário que chegou ao Beira-Rio orgulhoso da primeira viagem internacional, com direito a inúmeras fotos para registrar o feito, o Colorado não se impôs. Saiu atrás no placar e só evitou o vexame por um gol contra de Paniagua, aos 31 minutos do segundo tempo.

O empate não poupou o time das vaias e xingamentos ao treinador e ao presidente Alessandro Barcellos. Pelo contrário. Após o embate, houve protesto no pátio do Beira-Rio, com arremessos de pedras e gradis, vidros quebrados e tensão entre torcedores, seguranças e Brigada Militar. Os jogadores também foram importunados quando tentavam deixar o estádio.

A irritação decorre do desempenho do Inter na temporada. Em 17 partidas, venceu apenas seis, empatou seis e perdeu cinco, o que dá um aproveitamento de 47%. O time só balançou as redes em 17 oportunidades, mas foi vazado em 20, o que lhe dá um saldo negativo de três gols.

Leia Também:  Meninos da Colina: Vasco assina contrato profissional com volante JP, do Sub-17, até abril de 2025

Nomes começam a surgir

O tempo corre, e a areia da ampulheta de Medina se esfarela. O período no clube gaúcho está por um fio. Inclusive, já há nomes em pauta para substituí-lo nos corredores do Centro de Treinamentos do Parque Gigante.

Tiago Nunes, ex-técnico do Grêmio e que trabalhou com o novo coordenador Paulo Autuori no Athletico-PR, goza de prestígio e tem sido citado no bastidor como um nome plausível, caso a direção opte por mais uma mudança de rota.

Mano Menezes também conta com fãs nos bastidores. Embora tenha entusiastas entre vice-presidentes do clube, Lisca corre por fora. António Oliveira, português que também esteve com Autuori no Furacão, possui admiradores, mas não é visto como o nome ideal para o momento. Dificilmente um novo técnico estrangeiro será contratado se Medina cair.

O grupo colorado se reapresenta às 11h desta sexta-feira. Em princípio, a atividade será comandada pelo Cacique. A reunião entre os dirigentes deve acontecer em paralelo. A saída do vice de futebol Emílio Papaléo Zin não está descartada.

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?