BRASÍLIA

GDF

Feriado movimenta Complexo Beira Lago

O feriadão do dia 12  movimentou o Complexo Cultural Beira Lago, formado pela dobradinha Concha Acústica e Museu de Arte de Brasília (MAB), equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). Só na Concha Acústica, foram 1,2 mil pessoas assistiram ao espetáculo Pedro e o Lobo, baseado na obra de Sergei Prokofiev e executado pela Orquestra Filarmônica de Brasília. No MAB, 445 pessoas foram visitar as exposições em cartaz.

Na Concha Acústica, 1,2 mil pessoas assistiram ao espetáculo Pedro e o Lobo | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

“É uma satisfação ver a Concha Acústica ocupada por famílias que escolheram a orla do Paranoá para desfrutar do tempo livre do feriado ao lado do MAB. O equipamento da Secec oferece condições de segurança sanitária por ser ao ar livre e muito espaçoso”, festejou o gerente do espaço e do MAB,Marcelo Gonczarowska.

A obra foi escrita para familiarizar o público infantil com os diversos instrumentos clássicos, que fazem as “vozes” dos personagens da história. A Filarmônica subiu ao palco com 56 músicos e teve regência do maestro Thiago Francis.

“É uma satisfação ver a Concha Acústica ocupada por famílias que escolheram a orla do Paranoá para desfrutar do tempo livre do feriado ao lado do MAB”Marcelo Gonczarowska, gerente da Concha Acústica e do MAB

A cantora Pri Lisboa, acompanhada pela orquestra, cantou o clássico de Toquinho Aquarela (1983), coreografado pela Flyer Cia de Dança. O evento teve tradução para a linguagem de libras. Entre alunos de escolas públicas, familiares e professores de unidades do Gama e da Ceilândia, 330 pessoas compareceram em ônibus especiais.

Leia Também:  Mercado está para peixeiro, atendente e vendedor

O acesso à Concha Acústica se deu mediante o uso obrigatório de máscaras e medição da temperatura na entrada. O público foi orientado a manter o distanciamento entre famílias no espaço aberto formado por bancos semicirculares de concreto.

O MAB abriu em caráter especial, com esculturas de Zaragoza recentemente incorporadas ao jardim | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Arte diversificada

Em caráter especial, O MAB abriu, na terça-feira, dia em que normalmente fica fechado para manutenção. Com esculturas de Zaragoza recentemente incorporadas ao jardim, mostra de seu acervo permanente com 45 obras-primas de Tarsila do Amaral e Orlando Brito e a mostra Arte Urbana no Irã, o museu recebeu público acima do esperado.

“O MAB tem a política de abrir em feriados para poder atender os visitantes que não podem frequentar durante a semana. Essa medida é particularmente importante, considerando que outros espaços culturais da capital estavam fechados nesse dia 12. O Museu de Arte entende que é sua missão oferecer essa alternativa ao público que busca uma opção de lazer cultural”, disse o gerente Marcelo Gonczarowska.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

GDF

Liberados mais R$ 2,3 milhões do Pdaf

Publicados

em

Por

Mais R$ 2.338.000,00 do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) foram liberados nesta terça-feira (26). O programa já destinou, neste ano, R$ 215.003.103,51 para melhorias nas unidades da rede pública de ensino.

As regionais contempladas nas cinco portarias publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal foram Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho e Taguatinga | Foto: Álvaro Henrique/SEEDF

A verba vai direto para as escolas e as regionais, que têm autonomia para utilizá-la, conforme a necessidade. Com isso, é possível realizar de forma mais ágil a compra de materiais e de serviços, bem como melhorias na infraestrutura, de uma maneira geral.

Os recursos possibilitam a gestão da escola, que sejam revitalizados os espaços, melhorando assim a qualidade de ensino para estudantes, professores e todos os servidoresMaria Elizabete Ferreira, coordenadora da Regional de Ensino de Samambaia

Os recursos são divididos entre custeio e capital. O primeiro é para reparos, como consertos em banheiros, pisos, telhados e quadras, enquanto despesas de capital são para a compra de materiais permanentes, que passam a fazer parte do patrimônio da escola, como aparelhos de televisão, computadores e impressoras.

As regionais contempladas nas cinco portarias publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal foram Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho e Taguatinga. Os recursos são de emendas parlamentares.

Veja quanto foi destinado a cada uma:

Regional de Ensino Portaria Capital Custeio Total
Ceilândia 576 R$ 140.000,00 0,00 R$ 140.000,00
Ceilândia 580 0,00 R$ 360.000,00 R$ 360.000,00
Gama 576 0,00 R$ 140.000,00 R$ 140.000,00
Guará 580 0,00 R$ 70.000,00 R$ 70.000,00
Núcleo Bandeirante 576 R$ 25.000,00 0,00 R$ 25.000,00
Núcleo Bandeirante 577 0,00 R$ 52.000,00 R$ 52.000,00
Paranoá 576 R$ 33.000,00 0,00 R$ 33.000,00
Planaltina 576 R$ 40.000,00 0,00 R$ 40.000,00
Plano Piloto 576 R$ 60.000,00 0,00 R$ 60.000,00
Plano Piloto 577 0,00 R$ 52.000,00 R$ 52.000,00
Recanto das Emas 576 R$ 130.000,00 R$ 120.000,00 R$ 250.000,00
Recanto das Emas 578 0,00 R$ 15.000,00 R$ 15.000,00
Samambaia 577 0,00 R$ 104.000,00 R$ 104.000,00
Samambaia 578 0,00 R$ 160.000,00 R$ 160.000,00
Samambaia 579 0,00 R$ 250.000,00 R$ 250.000,00
Santa Maria 576 R$ 30.000,00 0,00 R$ 30.000,00
Santa Maria 577 0,00 R$ 52.000,00 R$ 52.000,00
Santa Maria 580 0,00 R$ 30.000,00 R$ 30.000,00
São Sebastião 576 R$ 85.000,00 0,00 R$ 85.000,00
Sobradinho 580 0,00 R$ 40.000,00 R$ 40.000,00
Taguatinga 576 R$ 110.000,00 0,00 R$ 110.000,00
Taguatinga 578 0,00 R$ 240.000,00 R$ 240.000,00
Total R$ 653.000,00 R$ 1.685.000,00 R$ 2.338.000,00
Leia Também:  Projeto traz melhorias sanitárias para população vulnerável

Regional de Samambaia

A coordenadora regional de ensino de Samambaia, Maria Elizabete Ferreira, adianta que o dinheiro liberado nesta terça-feira irá para oito unidades escolares. “Os recursos possibilitam a gestão da escola, que sejam revitalizados os espaços, melhorando assim a qualidade de ensino para estudantes, professores e todos os servidores”, comemora.

Para ela, a autonomia da comunidade escolar e a agilidade são fatores que tornam o Pdaf ainda mais importante no contexto educacional. “Quando a escola recebe o recurso tem que chamar o conselho escolar para decidirem juntos sobre a aplicação mais eficiente, que trará mais benefícios para todos que circulam pelo ambiente escolar”, esclarece.

Em Samambaia, as portarias publicadas nesta terça-feira vão beneficiar as seguintes unidades: Caic Ayrton Senna; Escola Classe (EC) 410; Centro de Ensino Fundamental (CEF) 120; CEF 507; CEF 411; Centro Educacional (CED) 619; e Centro de Ensino Médio (CEM) 304.

Cartão Pdaf

O Cartão Pdaf foi lançado pelo Governo do Distrito Federal (GDF) em agosto, para viabilizar uma plataforma que irá tornar a execução de serviços nas escolas mais ágil e a prestação de contas mais simples e transparente.

Leia Também:  Participe do Conselho de Saneamento Básico do DF

As escolas e regionais de ensino terão acesso a um cartão para administrar os recursos recebidos pelo Pdaf. Ele vai permitir que os valores sejam utilizados de maneira mais desburocratizada, pois as unidades escolares poderão contratar diretamente serviços e reparos junto a fornecedores credenciados pelo governo, tendo acesso previamente aos preços cobrados por eles.

O cartão irá funcionar por meio de parceria entre as secretarias de Educação e de Economia com o Banco de Brasília e o Sebrae-DF.

Veja as portarias

*Com informações da Secretaria de Educação

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.