Governador anuncia general Pafiadache como secretário de Saúde

O governador Ibaneis Rocha anunciou, nesta sexta-feira (27), o general do Exército Manoel Luiz Narvaz Pafiadache como novo secretário de Saúde do Distrito Federal. O oficial, além da formação em administração hospitalar, atualmente ocupa a função de superintendente-executivo do Instituto de Cardiologia do DF (ICDF) e já foi diretor administrativo do Instituto Hospital de Base do DF.

“Ele tem grande experiência na saúde pública do Distrito Federal. Resgatar a credibilidade dessa área é fazer isso junto ao paciente, que é a pessoa que mais precisa. E é isso que nós estamos determinados a fazer”, ressaltou o governador. “A partir desse momento, vamos liberar leitos e mobilizar pacientes dos hospitais que estão com covid-19 para dar andamento às cirurgias eletivas”, adiantou Ibaneis Rocha ao afirmar que todo o secretariado está empenhado em contribuir para melhorar a gestão da saúde.

Foto: Renato Alves / Agência Brasília
O novo secretário de Saúde (E) agradeceu o convite para assumir a pasta e disse estar preparado para o que considera um desafio  |  Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Presentes à coletiva, realizada no auditório da Secretaria de Saúde, na Asa Norte, estavam ainda os secretários José Humberto Pires (Governo), André Clemente (Economia) e Weligton Moraes (Comunicação). “Vamos continuar trabalhando junto com o general Pafiadache aqui até que as coisas estejam todas encaminhadas. Já conversei com ele para que a gente trabalhe de forma integrada, levando resultados o mais rápido possível para a população do DF”, explicou Ibaneis Rocha.

Leia Também:  Operação dia dos Namorados

O novo secretário de Saúde agradeceu o convite para assumir a pasta e disse estar preparado para o que considera um desafio. “Chego na equipe para agregar e ajudar. É assim que vamos enfrentar essa situação. O governador facilitou a minha chegada com essas diretrizes, mas vamos fazer uma grande análise e identificar o que está dando certo e o que precisamos melhorar”, comentou.

Diretrizes

O governador passou a manhã desta sexta-feira (27) reunido com parte do seu secretariado na sede da Secretaria de Saúde. Segundo Ibaneis Rocha, a pasta atuará com as seguintes diretrizes: contratação de pessoas e insumos, infraestrutura, pagamento de débitos. Além do próprio chefe do Executivo local, outras secretarias vão atuar junto com a da Saúde – como a de Governo, comandada por José Humberto Pires.

“Vamos contratar cerca de 200 mil profissionais na área médica e administrativa e trabalhar na infraestrutura dos hospitais de Base, Ceilândia e Gama que estão com as infraestruturas mais prejudicadas, além das UPAs [Unidades de Pronto Atendimento]. Também vamos disponibilizar R$ 5 milhões para a compra de insumos”, informou Ibaneis Rocha. .

Leia Também:  Roberto Carlos avalia se mantém cruzeiro em navio que teve surto de Covid

Para acelerar as cirurgias eletivas serão desocupados leitos de covid-19 dos hospitais regionais da Asa Norte, Ceilândia, Gama e Taguatinga. “Temos 54 salas de cirurgias que podem ser utilizadas no contraturno. Vamos liberar 10 mil horas extras, de início. Hoje estamos fazendo cerca de 5 mil cirurgias por mês e queremos aumentar para entre 10 e 12 mil cirurgias, zerando as filas até o final do ano”, finalizou o chefe do Executivo local.

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?